Estado Islâmico decreta que cristãos são seus maiores inimigos

A revista eletrônica Dabiq, publicada pelo Estado Islâmico (EI) para Leia mais »

 

Pr. Silas Malafaia comenta sobre o futuro confronto do PT com os evangélicos

silas malafaia

Será postado aqui, nesta terça-feira (31/jan), o comentário do pastor Silas Malafaia sobre a absurda proposta do ministro Secretário Geral da Presidência da  República, de que o o governo não pode deixar a ‘nova classe média’ à mercê das mensagens conservadores pregadas pelos pastores evangélicos, e que o PT deve usar o espaço midiático para propagar suas ideologias.

O pastor informou que hoje faria um comentário. Estamos aguardando para publicarmos.

Abaixo a mensagem deixada por ele no Twitter:

Veja abaixo o comentário do pastor Silas Malafaia, escrito hoje (02/fev):

Mediante a colocação deste importante líder do PT, o Pr. Silas comenta:

1. Não demonizo partido político nenhum. Como todos sabem, já votei em Fernando Henrique, Lula e Serra. Voto em pessoas e não em partidos, porque todos eles possuem ideologias que ao serem confrontadas com a nossa fé, ficam devendo.

2. Não tenho autoridade para falar em nome dos evangélicos, mas creio que posso interpretar a opinião da maioria. Nós evangélicos não estamos em guerra com nenhum partido político, somos a favor do Estado Laico, das garantias individuais e de ampla liberdade de imprensa.

3. A questão do PT é que eles defendem a legalização do aborto, das drogas, a união civil homossexual, com destaque para aprovação do PL122, que além de ser uma afronta a Constituição, privilegia os homossexuais. Fora tentar de todas as formas ensinar o homossexualismo nas escolas através do Kit Gay. Isto é o que o PT tem lutado para aprovar no Congresso Nacional, bem como defendido em documentos divulgados pelo partido.

4. Os ideólogos desse partido entre os quais se inclui o senhor Gilberto de Carvalho, não engolem a postura firme dos evangélicos em combater o lixo moral que o PT defende, e para ser justo e honesto, outros partidos políticos defendem a mesma coisa.