Devocional: Como lidar com a decepção

“Esqueçam o que se foi; não vivam no passado” (Isaías Leia mais »

 

Ex-muçulmano é interrogado por onze horas por ter se convertido ao cristianismo, no Marrocos

CRISTÃO MARROQUINONo dia 18 de janeiro, na cidade marroquina de Fez, um cristão foi preso por ter se convertido do islamismo para o cristianismo. A informação é da Associação Marroquina dos Direitos Humanos (AMDH), citada pela revista Telquel. O cristão foi abordado por dois policiais na estação de trem da cidade.

De acordo com um representante da AMDH, os policiais fizeram uma série de perguntas, enquanto revistavam sua mochila, na qual encontraram uma Bíblia e outros livros relacionados ao cristianismo. Suspeito de proselitismo, o homem foi levado à delegacia de polícia para ser interrogado.

A mesma fonte acrescentou que o homem foi liberado após 11 horas de interrogatório. Perguntaram-lhe principalmente acerca de suas crenças, seus deslocamentos e da organização que paga por suas viagens.

A Constituição marroquina garante a liberdade religiosa, mas qualquer tentativa de abalar a fé de muçulmanos é punida de acordo com as leis do país.

Em conformidade com o artigo 220 do Código Penal marroquino, quem pratica o proselitismo (pregação do evangelho) pode enfrentar de “seis meses a três anos de prisão e uma multa de 100 a 500 dirhams” (aproximadamente de 26,00 a 136,00 reais) por fazer uso de “meios de sedução, a fim de converter” um muçulmano “a outra religião, quer através da exploração de sua fraqueza ou suas necessidades, ou usando para isso fins de educação, saúde, asilos e orfanatos”.

Louve a Deus pela libertação deste irmão. Ore para que ele não se sinta intimidado em pregar o evangelho e que sua prisão não tenha consequências para os outros cristãos no país. A Igreja no Marrocos conta com o seu apoio em oração. (Fonte: CPAD)

Cristã secreta da Árabia Saudita escreve poema sobre seu encontro com Jesus

Arabia SauditaMesmo com todas as dificuldades para praticar a sua fé, uma cristã secreta no país escreveu acerca do seu relacionamento com Deus e do momento em que descobriu Jesus como seu amigo e salvador.

A situação dos cristãos na Arábia Saudita é bastante séria e o extremismo islâmico tem feito diversas vítimas ao longo dos anos. As restrições do governo sobre a liberdade religiosa, em geral, são muito elevadas e, por conta da forte influência do fundamentalismo islâmico, quem escolhe servir a Jesus deve fazê-lo em segredo.

Diante de todo esse contexto, como uma cristã na Arábia Saudita enxerga Jesus? Leia a seguir.

Ele habitou no mais profundo do meu coração
Eu enxerguei sua luz de longe
por trás das montanhas
por trás do horizonte

Ele se levantou como a radiante luz de uma manhã cheia de alegria
Ele se levantou dentro da minha alma tão cheia de escuridão
minha alma perdida e confusa
minha alma que não conhecia o significado de “descanso”

No entanto, ele me visitou como a brisa suave
como a fragrância que emana das colinas
ele me visitou

Ele habitou no mais profundo do meu coração
e se estabeleceu lá dentro
Ele encheu minha alma com pureza, com vida

Ele é Jesus, gentil e compassivo
Jesus, a origem da minha alegria
Jesus, o refúgio da minha alma

Eu o adoro desde que o conheci,
e me apaixonei por ele
E como não poderia ser assim?
Pois ele me amou primeiro

Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)

Fonte: Portas Abertas

Denúncia feita por Jean Wyllys contra ex-homossexual é arquivada pelo MP

Claudemiro Ferreira, o  palestrante

Claudemiro Ferreira, o palestrante

Dois palestrantes foram acusados pelo deputado Jean Wyllys de pregarem a “cura gay” e charlatanismo.

O palestrante, Claudemiro Ferreira, é ex-homossexual e foi ouvido nesta sexta-feira, 23, no Ministério Publico em Brasilia.

A Dra. Damares Alves informou que o promotor de Justiça decidiu pelo arquivamento da denuncia. Ferreira havia sido intimado enquanto realizava uma palestra para pastores com o tema: “homossexualismo”, ajudando, biblicamente, a tratar aqueles que desejam voltar ao padrão de Deus’.

Para o Ministério Público Claudemiro Ferreira não estava cometendo crime algum.

O Ministério Público Federal havia sido acionado pelo exBBB e ativista gay Jean Wyllys.

COMENTÁRIO:

A sociedade brasileira ganhou mais uma vez.

Viva a liberdade de expressão!

No RJ uma menina disse à família que iria a um show gospel e desapareceu

COMENTÁRIO:

Quem tiver alguma informação sobre a menina, favor entra em contato com este Blog.

Ana está desaparecida desde a segunda-feira, quando saiu de casa dizendo que iria a um show gospel no Parque Madureira, na Zona Norte do Rio

Ana está desaparecida desde a segunda-feira, quando saiu de casa dizendo que iria a um show gospel no Parque Madureira, na Zona Norte do Rio

Menina de 13 anos desaparece e família desconfia que ela fugiu com outro jovem

Adolescente saiu de casa, em Piedade, na segunda-feira, para um show gospel em Madureira e não foi mais vista

Rio – Desesperados com o sumiço da adolescente Ana Yaritza dos Santos Dias, de 13 anos, há três dias, familiares da estudante fazem buscas em hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e até em áreas de risco. A jovem saiu de casa em Piedade, na Zona Norte, por volta das 13h de segunda-feira, para um show gospel no Parque Madureira e não voltou mais. Parentes desconfiam ainda que Ana tenha saído de casa para fugir com outro jovem, que teria conhecido pela Internet. O caso foi registrado na 24ª DP (Piedade).

“Já fizemos buscas até em áreas de risco, como na Favela da Fazendinha e no Morro do 18, em Água Santa. Nem sabíamos que ela tinha facebook. Amigos disseram que ela teria um namoradinho, mas não sabemos se é verdade”, contou a prima da menina, Cristiane Dias de Souza, de 29 anos.

Cristiane diz que é a primeira vez que a adolescente não dá notícias sobre seu destino: “Ela nunca deixou de avisar onde estava. Saiu de casa sem bolsa de viagem. Estamos desesperados, pois pode ter acontecido algo grave”.

Ana teria dito para o pai que iria encontrar um amigo no Parque Madureira, onde haveria um show gospel e não foi mais vista. Segundo a família da adolescente, o telefone celular da estudante está desligado. Eles também contam que o amigo que ela iria encontrar não a viu.

“É uma menina tranquila. Queremos notícias. Estamos aflitos”, contou Cristiane.

Fonte: O Dia

Arábia Saudita aplica lei religiosa islâmica e decapita mulher

Sharia não é defendida apenas pelo Estado Islâmico

Arábia Saudita aplica lei religiosa e decapita mulher

Arábia Saudita aplica lei religiosa e decapita mulher

Um acontecimento do dia 12 de janeiro dá fortes indícios que o Estado Islâmico não é o único movimento muçulmano que defende a decapitação como forma de punição. Eles estão apenas levando a cabo o cumprimento da sharia – leis religiosas muçulmanas.

Um vídeo ganhou as redes sociais e causou grande polêmica. A gravação mostra autoridades da Arábia Saudita decapitando publicamente uma mulher na cidade de Meca, local mais sagrado da religião islâmica.

Laila Abdul Muttalib Basim, nascida em Myanmar, mas que residia na Arábia Saudita, teve sua cabeça cortada com golpes de espada após ter sido arrastada por quatro policiais pelas ruas. Ela era acusada de ter violentado sexualmente e matado sua filha de sete anos. O vídeo mostra a mulher gritando repetidas vezes “não matei, não matei” e pedindo clemência.

Um homem vestido de branco com uma espada ritual dá três golpes até dividir a cabeça do restante do corpo. O ministro do Interior da Arábia Saudita afirmou em comunicado que a sentença levava em conta a gravidade do crime. Segundo ativistas de direitos humanos, a prática vem crescendo no país. Foram 78 decapitações em 2013; 87 em 2014 e neste ano já chagaram a sete apenas em janeiro.

Um dos principais fornecedores de petróleo do mundo e importante parceiro comercial dos EUA, a Arábia Saudita geralmente não recebe o mesmo tipo de acusações de violação de direitos quanto outros países árabes. Segundo a lei vigente, vários crimes, incluindo homicídio, violação sexual, adultério ou assalto à mão armada podem ser punidos com pena de morte.

Os métodos mais comuns, são a decapitação e o apedrejamento. Também há casos em que o culpado é açoitado publicamente, como o caso recente do blogueiro Raif Badawi, sentenciado a mil chicotadas e 10 anos de prisão por ter criado um site onde defende o liberalismo, incluindo a diminuição da influencia da religião no país. Ele receberá chicotadas publicamente todas as sextas-feiras – dia sagrado no Islã – durante 18 meses, quando sua pena será completa.

Na Arábia Saudita não existe liberdade religiosa, as igrejas são proibidas e até mesmo carregar uma Bíblia é considerado crimeCom informações de Independent, via Gospel Prime

Primeiro Ministro da Inglaterra entende que religião pode ser insultada numa sociedade livre

David Cameron, primeiro ministro da Inglaterra

David Cameron, primeiro ministro da Inglaterra

COMENTÁRIO:

Criticar uma religião é bem diferente do que insultá-la.

Com esse discurso o Primeiro Ministro David Cameron acaba jogando lenha na fogueira daqueles que gostam de insultar religiões.    

No ano de 1989 o aiatolá Khomeini, líder religioso e dirigente do Irã, condenou à morte o escritor anglo-indiano Salman Rushdie, residente no Reino Unido, autor do livro “Os Versos Satânicos” que fazia críticas ao islamismo.

Khomeini disse que era dever dos muçulmanos do mundo inteiro tentar matar Rushdie e todas as pessoas envolvidas na publicação do livro, porque este fazia ofensas a Maomé e o Islamismo.  

Na ocasião uma recompensa de US$ 2,5 milhões foi oferecida pela fundação beneficente iraniana Khordad a quem matasse Rushdie e cerca de 500 iranianos também se dispuseram a vender um dos seus rins para financiar a execução.

Será que Cameron não conhece esse fato?

Em sociedade livre se pode insultar religião, diz Cameron  

O primeiro-ministro britânico David Cameron expressou seu desacordo com o Papa Francisco, que tinha dito que não se pode zombar da fé dos outros, informa The Independent citando o canal de televisão CBS.

Após o ataque à revista Charlie Hebdo em Paris, o Papa disse que ninguém pode insultar a religião dos outros e fazer divertimento da religião.

Em resposta ao Papa, David Cameron disse que em uma sociedade livre ninguém tem o direito de perseguir aqueles que ofendem seus sentimentos religiosos.

“Eu sou cristão. Se alguém disser algo insultante sobre Jesus, vou considerar isso ofensivo, mas em uma sociedade livre eu não tenho o direito de me vingar por isso”, disse Cameron.

Em 7 de janeiro de 2015, por volta do meio-dia, os irmãos Chérif e Said Kouachi, armados com armas automáticas, invadiram a sede da redação do jornal satírico Charlie Hebdo, situado no centro de Paris. Eles mataram 12 pessoas, entre os quais dez membros da equipe editorial e dois policiais. Pelo menos quatro pessoas foram feridas. Na noite de 11 de janeiro, o governo francês convocou uma Marcha Republicana em homenagem às vítimas do atentado e contra o terrorismo, que se tornou a maior manifestação pública do mundo reunindo quase um milhão e meio de pessoas, inclusive representantes oficiais de cerca de cinquenta países.

Fonte: Voz da Rússia

Missionários brasileiros são atacados no Níger após nova charge do Charlie Hebdo

Utensílios diversos da base missionária que foram destruídos por muçulmanos no Níger

Utensílios da base missionária que foram destruídos por muçulmanos em Niamey, no Níger

COMENTÁRIO:

Os ataques aos missionários evangélicos brasileiros se deram por muçulmanos que estão indignados com as provocações ao Islã feitas pelo jornal francês Charlie Hebdo.

Até o momento os dados atualizados são estes,  segundo informou nesta manhã uma das missionárias que estão no Níger: 45 igrejas evangélicas e 12 católicas foram atacadas, além escolas, bares e alguns restaurantes que também foram alvejados

Por serem alvos, os cristãos, a imprensa brasileira e internacional IGNORAM para não criar um clima de aversão ao islamismo em todo o mundo.

Parece que o lema é: proteja o islamismo. 

“Precisamos da ajuda dos brasileiros com urgência”, diz missionário que sofreu atentado no Níger

No último final de semana, os protestos contra as publicações mais recentes do jornal satírico “Charlie Hebdo” causaram destruição e deixaram milhares de pessoas desamparadas no Níger. Aproximadamente 10 cristãos já foram assassinados e mais de 20 igrejas foram depredadas / incendiadas por extremistas islâmicos, desde a última sexta-feira.

Entre os afetados por tanta violência, estão os missionários Alexandre e Giovana Canhoni (Ministério Guerreiros de Deus), que tiveram sua casa e base missionária completamente destruídos, conforme noticiado anteriormente pelo Guiame.

No último domingo, o missionário enviou um email à psicóloga cristã, Marisa Lobo, dando novas informações sobre a situação dele, de sua família e do Ministério.

Confira a mensagem, na íntegra, logo abaixo:

Cara Marisa Lobo precisamos da sua ajuda e dos brasileiros com urgência. Trabalhamos no Níger há muitos anos, temos crianças a nossa guarda.

Temos cerca de 17 filhos “adotados”, e cuidamos deles. No projeto são mais 1.200 pratos de comida por dia. Trabalhamos com crianças em situação de risco.

Geladeira, fogão e outros utensílios destruídos na base missionária

Geladeira, fogão e outros utensílios destruídos na base missionária

Precisamos de ajuda, fomos atacados ontem de manhã, dia 17/01, por volta das 13 horas em nossa base e casa. Saímos cerca de 3 a 5 minutos antes deles chegarem. Fugimos sem saber para onde iríamos. Eles quebraram tudo, jogaram fogo, destruíram todas as nossas coisas e também as coisas da base. Não temos como voltar para casa, nossos filhos, foram dispersos cada um para casa de um amigo diferente, onde estão até agora. Todos estamos muito assustados. Uma multidão com paus, porretes, facões estava em fúria.

Não podemos sair daqui agora e deixar nossos filhos, estamos com uma equipe, que são no total, sete brasileiros. Tem outros brasileiros no país, mais ninguém foi atingido.

Creio que precisaremos de passagens para as meninas. Precisaremos se possível de ajuda financeira para comprar janelas, portas e coisas para nossa casa, como geladeiras, fogões, colchões… Tudo foi queimado: panelas, pratos, copos, mobílias. Estamos sem água e sem luz. Fugimos com a roupa do corpo.

Agora está tudo mais calmo no país (aparentemente). Preciso reforçar a nossa segurança (e de nossos filhos) com grades.

Peço ajuda e socorro.

Grato

Alexandre Canhoni - www.guerreirosdedeus.com.br 

Para ajudar estes missionários financeiramente, é possível fazer depósitos nas contas:

Banco Bradesco 
Ag: 0095 
Conta: 0126319-6

Banco Itaú 
Ag: 6375 
Conta 01630-7

Conta na África: 
ÁFRICA – NIAMEY:
ECOBANK NIGER (Agence Plateau)

NIAMEY (cidade) – NIGER (país) 
END BANCO: BP 13804 
CODE SWIFT: ECOCNENIXXX
NOME CONTA: ASSOCIATION GUERREIROS DE DEUS 
BANQUE: H0095 
GUICHET: 01006 
N. COMPTE: 0060121605000801

CLE RIB: 15

Para entrar em contato com o casal, o email é: giovananiger@hotmail.com

Fonte: Guiam-Me

Após fim da dupla, Renner vai abandonar o sertanejo e gravar música gospel

Cantor Renner da dupla sertaneja "Rick e Renner"

Cantor Renner da dupla sertaneja “Rick e Renner”

Após deixar a clínica de reabilitação na qual estava internado após se envolver num acidente de carro sob efeito de bebidas alcoólicas, o cantor Renner afirma que irá mudar completamente sua vida, e que irá se dedicar à música gospel.

Renner diz que é evangélico desde 2010 (mas ninguém sabe de que igreja), quando rompeu pela primeira vez a dupla com Rick, e já teria chegado a gravar um CD voltado para mercado gospel, que nunca foi lançado.

Com informações de Gospel Mais (Leia a matéria completa).

COMENTÁRIO:

Quando o negócio começa a ficar ruim no meio secular muitos cantores migram para o gospel, mesmo sem compromisso algum com Deus.

Se realmente gravar o CD gospel, em pouco tempo Renner poderá  estar fazendo sucesso e vendendo muiiiiiiiiiiiiiiiiiiito.

Pastor Marcos Pereira é solto após STF anular sentença

Pastor Marcos Pereira

Pastor Marcos Pereira

O pastor Marcos Pereira, preso desde maio de 2013, teve o alvará de soltura assinado pela Justiça e foi libertado da prisão nesta quarta-feira (24) voltando para sua casa em São João do Meriti (RJ).

A notícia foi dada pelas redes sociais das cantoras que fazem parte da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD), fundada por Pereira, como Milena Preta que postou fotos do alvará de soltura e uma imagem do religioso ao lado de sua filha, Nívea Silva, e de outras pessoas.

Pelo Instagram Nívea escreveu que a inocência de seu pai foi provada. “Foi provado a inocência do homem de Deus. Todas as acusações foram falsas. O STF decretou a anulação da sentença e o fim da prisão”.

Os membros da ADUD estão preparando uma superfesta para receber seu líder durante o culto de Natal que começa às 19h desta quarta. A cantora Kelen Rodrigues postou em seu Facebook que o culto acontecerá no Instituto Vida Renovada em Tinguá, aberto para todos que quiserem “abraçar” o pastor.

Entenda o caso

O pastor Marcos Pereira começou a ser investigado pela polícia após denúncias feitas por um pastor dissidente da ADUD e pelo coordenador do grupo AfroReggae que ligavam o religioso ao crime organizado do Rio.

Durante as investigações surgiram denúncias de que Pereira abusava sexualmente das fiéis da igreja e por conta de duas dessas acusações ele foi preso e condenado a 15 anos de prisão pela Justiça do Rio passando a cumprir pena no Complexo Prisional de Bangu 2. (Gospel Prime)

Bancada evangélica em Brasília sofre uma baixa

Deputado Federal Arolde de Oliveira (PSD/RJ)

Deputado Federal Arolde de Oliveira

A chamada ‘bancada evangélica’ na Câmara dos Deputados vai iniciar suas atividades em 2015 sem pelo menos um parlamentar na bancada.

O deputado federal Arolde de Oliveira (PSD/RJ) aceitou o convite do Governador do Rio de Janeiro, Luiz Pezão, para ser Secretário Estadual do Trabalho.

Resta saber se para o lugar de Arolde em Brasília irá um defensor dos princípios antagônicos aos cristãos e à família.

Vamos acompanhar.

Cultura da morte: por que bebês indígenas são assassinados em aldeias brasileiras?

hakaniNeste domingo (7) o Fantástico vai tratar de uma grande polêmica, que muita gente procura evitar.

Você consegue admitir a ideia de que se tire a vida de bebês só porque eles nasceram com alguma deficiência física ou mental?

Isso existe no Brasil.

Muita gente condena o infanticídio pois defende que o direito à vida está acima de qualquer tradição. Essa realidade é o tema da reportagem especial do Fantástico deste domingo. (G1)

COMENTÁRIO:

A respeito do assunto já foi feito o documentário Hakani que pode ser assistido nesse link.

‘Meu pequeno evangelho’: livro da Turma da Mônica com espiritismo para crianças

COMENTÁRIO:

A Bíblia diz em Provérbios 22:6 “Ensina a criança o caminho que deve andar e ainda quando for velho, não se desviará dele.”

É dever de cada seguidor de Cristo ensinar os seus filhos no Caminho do Senhor para não ser enganado pelo príncipe deste século.

Cuidado com as literaturas que seu filho lê!

Espírita, primo do pai de Cascão ensina aos personagens a doutrina de Allan Kardec

Turma-da-Monica-e-espiritismoA Turma da Mônica agora vai difundir os ensinamentos do espiritismo, doutrina codificada no século XIX pelo francês Allan Kardec. Mauricio de Sousa está lançando “Meu pequeno evangelho” (Editora Boa Nova), livro em que Cebolinha, Cascão, Magali, Anjinho, Penadinho e companhia aprendem os ensinamentos de Jesus contido no “Evangelho segundo o espiritismo”, principal obra do kardecismo. 

Nas 64 páginas da história ilustrada por Mauricio e idealizada pelo designer peruano Luis Hu Rivas e pelo administrador baiano Alã Mitchell, ambos espíritas, a Turma da Mônica recebe a visita de André, um primo de Seu Antenor, pai do Cascão, que é seguidor da religião.

Em meio à curiosidade das crianças, André apresenta conceitos do evangelho que todos podem usar no dia a dia, independentemente da religião que praticam. São mensagens de amor, caridade e humildade, contadas de forma divertida com os personagens.

Ensinamentos sobre felicidade, humildade, pureza, paz, misericórdia, amor, perdão etc. são passados um a um, sempre baseados em situações vividas pelos personagens e que são contadas a André.

O lançamento oficial, com a presença de Mauricio de Sousa, será 13 de dezembro, na livraria Cultura, em São Paulo. (Fonte: O Globo)

Vídeo mostra grupo Estado Islâmico treinando crianças

Clique sobre a fotografia
ei

OAB quer fim da morte de animais em rituais. Umbandista acusa evangélicos

COMENTÁRIO:

terreiro atacadoQualquer coisa que venha atingir os interesses dos adeptos de religiões afro, logo, logo alguns atribuem a culpa aos evangélicos.

O ataque aos evangélicos faz parte de uma estratégia para tentar se colocar as religiões afros como vítimas e assim se obter certos êxitos.

Volta e meia aqui no Rio alguns evangélicos são acusados de terem ligações com grupos de traficantes os quais estariam   impedindo a realização de cultos afros em favelas. Uma mentira deslavada. Qualquer pessoa de sã consciência sabe que isto não é verdade.

Agora eles aparecem com mais essa acusação aos evangélicos.

Olho neles !!!

OAB quer fim da morte de animais em rituais. Umbandista acusa evangélicos

Tradição tem que ser na África, não no Brasil.” Com esta frase, o presidente da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB-RJ, Reynaldo Velloso, sustentou que o combate ao sacrifício de animais em rituais religiosos será uma das bandeiras do grupo no próximo ano. A revelação foi feita em seu discurso na XXII Conferência Nacional dos Advogados. Representantes do candomblé alegam perseguição religiosa.

À frente da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, o babalorixá Ivanir dos Santos reagiu. “Isso é perseguição de grupos evangélicos, e ele está querendo usar isso como forma de se notabilizar”, afirmou. Segundo Ivanir, a prática do sacrifício é mal interpretada. “Os animais têm que ser defendidos, mas as pessoas têm que entender os limites da nossa tradição da sacralização do alimento.” O religioso garantiu que outras ações jurídicas já feitas em combate à pratica foram consideradas inconstitucionais e não teme a proibição.

Para Velloso, o sacrifício é praticado por religiões com “pouca representação” na sociedade brasileira. “Só o candomblé e mais religiões de poucos adeptos cometem essa prática. Tem que prevalecer a vontade da maioria. Onde já se viu matar um ser indefeso para uma entidade evoluir?”, questionou. “Isso só existe na cabeça das pessoas”. Para ele, que diz não ser evangélico, a prática estaria em desacordo com a Constituição. “A religião tem que ter um limite. Há leis que proíbem maus tratos aos animais”, afirmou.

“A religiosidade tem que se submeter a todas as regras da vida. Você não tem direito de matar um marginal se ele invadir sua casa.” Ainda segundo ele, haverá reuniões com representantes da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB-RJ para que cheguem a um entendimento.

Sem técnica correta

Para a veterinária Andrea Lambert, da Associação Nacional de Implementação dos Direitos dos Animais, a prática deve ser combatida. “O animal é morto por pessoas que não conhecem a técnica correta para fazer um abate humanitário. Liberdade religiosa não é praticar um crime. Se fosse assim, poderiam matar até um ser humano com esse mesmo argumento.” (Reportagem de Lucas Gayoso – O Dia)

Passadas as eleições, Silas Malafaia quer interlocutor do PT com evangélicos?

silas malafaia 620_315 Antes das eleições Silas Malafaia disse que estava sendo perseguido “como nunca por esse governo corrupto”

É um ensaio para uma possível aproximação?

Nem mesmo iniciou-se o novo governo e o pastor Silas Malafaia já se antecipou? Ele teria mandado o recém eleito deputado federal Sóstenes Cavalcante fazer uma visita a Gilberto Carvalho, Secretário Geral da Presidência da República, segundo o Radar On Line da Veja.

O encontro entre Sóstenes e o petista Gilberto Carvalho teria ocorrido na quarte-feira (08/out). Na reunião o emissário de Malafaia teria sugerido que Benedita da Silva (PT) seja a interlocutora entre o governo do PT e os evangélicos.

COMENTÁRIO: Por tudo que aconteceu, não há muito o que comentar. Todos já sabem a relação entre o pastor Malafaia e o PT (pelo menos na retórica). Abaixo alguns escritos de Silas Malafaia em seu Twitter antes e depois das eleições: malafaia   malafaia twitter     malafaia twitterPossivelmente, já precavendo-se das enxurradas de críticas, Malafaia escreveu hoje em seu Twitter: Malafaia Twitter Bem, antes mesmo de ser reeleita Dilma Roussef continuava sendo Presidente do Brasil. Então deve-se orar por ela agora por estar revestida de autoridade? Mas somente agora?  E antes?

Oremos pelo pastor Silas Malafaia!

Quem é Benedita da Silva?

Aquela que exatamente um ano atrás, ao referir-se a José Dirceu, Delúbio Soares e José Genoino, tratou-os como “heróis” e “guerreiros,” injustiçados e vítimas da direita e da grande imprensa. Vejamos o que escreveu em seu Blog o ativista pró-família Julio Severo sobre Bendita da Silva e o aborto:

“Em 1992, numa comissão da Câmara dos Deputados sobre aborto, acompanhei o então presidente da CNBB. Ele foi tratado de forma muito desrespeitosa. Ele estava defendendo a vida e os outros, inclusive a comunista Jandira Feghali, defendiam o aborto aos gritos, palavrões e vulgaridades.

A então deputada evangélica Benedita da Silva estava lá, do lado dos abortistas. E eu, um evangélico, estava com o presidente da CNBB e um líder pró-vida católico. Estávamos em total minoria. Depois da reunião, cobrei da Benedita. Eu disse a ela pessoalmente: “Como você tem coragem de se aliar a indivíduos sem o Espírito Santo que apoiam o aborto?”

Ela me respondeu: “Não diga uma coisa dessas. Todos têm o Espírito Santo.”

Benedita da Silva na cerimônia de  assinatura do Decreto que sanciona a lei da  Parceria Civil que concede o Direito Previdenciário a Homossexuais

Benedita da Silva (à direita) na cerimônia de assinatura do Decreto que sanciona a lei da parceria civil que concede o Direito Previdenciário a Homossexuais

 

Casal cristão é agredido até a morte no Paquistão por supostamente ofender Alcorão

morte cristao paquistao

COMENTÁRIO:

Os cristãos pertencem ao grupo religioso mais perseguido em todo o planeta. 

Casos assim mostram que qualquer pessoa, por motivos diversos, podem inventar que um cristão falou mal do Alcorão, e logo uma multidão de pessoas ficarão enfurecidas, agindo da forma animalesca, como foi este caso.

Casal cristão é agredido até a morte no Paquistão por supostamente ofender Alcorão

Um casal cristão foi espancado até a morte no Paquistão por uma multidão por supostamente profanar o Alcorão, de acordo com os primeiros relatos da polícia local.

Os dois foram mortos por uma multidão na cidade de Kot Radha Kishan, na província de Punjab do Leste, e seus corpos foram queimados em um forno de tijolo, onde ambos trabalhavam.

O casal, identificado como Shahbaz Maseeh, 26 anos, e sua esposa Shama Bibi, de 24. De acordo com a emissora de TV americana NBC, cerca de 35 pessoas teriam participado do linxamento.

Um oficial de segurança disse a polícia local que tentou salvar a dupla, mas ele ficou claramente em em desvantagem diante de uma multidão enfurecida. Shahbaz Sharif, alto funcionário da província, ordenou uma investigação sobre o episódio.

Esse é ataque o mais recente alvo minorias no Paquistão por blasfêmia. Sob as leis locais, qualquer pessoa acusada de insultar o Islã ou o profeta Maomé pode ser condenada à morte. No entanto, cidadãos comuns se tornam vigilandes das leis por conta própria, mesmo quando as acusações não são comprovadas. (Fonte: O Globo )

“Não me arrependo de nada”, disse Thalles Roberto sobre seu passado

COMENTÁRIO:

Em Lucas 9. 23 está escrito o que disse Jesus: “E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me”.

Precisamos orar pela vida do cantor Thalles Roberto.

“Não me arrependo de nada”, disse Thalles Roberto sobre seu passado

Cantor Thalles Roberto

Cantor Thalles Roberto

Thalles Roberto surgiu como cantor gospel. Mas restringir o trabalho do artista a um nicho seria injusto. Embora algumas de suas letras tenham temática religiosas, o som de Thalles não é só gospel e bebe em fontes como funk, rock e o soul brasileiro da década de 70, como pode ser conferido em seu mais recente CD, IDE.

— Sou evangélico, levo trechos da bíblia para minhas letras, mas não concordo em ser chamado de cantor religioso. Minha música não é restrita para um público apenas. Quero atingir o maior número de pessoas possível.

Com essa ideologia, Thalles tem obtido sucesso no exterior. Nos últimos anos, ele deixou de ser conhecido apenas por aqui, para ganhar destaque também na américa latina e nos Estados Unidos. Essa exposição garantiu ao cantor um contrato com a Motown, clássico selo de música negra americana que revelou gente como Marvin Gaye, Stevie Wonder e Michael Jackson. O feito é relevante, já que ele é o primeiro músico brasileiro a conseguir essa façanha.

— Vou lançar primeiro um EP e depois um disco com músicas em espanhol e inglês por esse selo. Ao ser contratado pela Motown, vi reconhecido meu esforço em resgatar a sonoridade soul e funk.

Nessa nova fase, Thalles pretende variar cada vez mais os espaços em que se apresenta. A fase de tocar apenas em igrejas e espaços religiosos ficou para trás. O cantor é requisitado para feiras agropecuárias, aniversários de cidades e shows em casas noturnas voltadas ao público secular.

— Minha mensagem é pensada para ajudar todos [quem está na igreja, no terreiro ou embaixo da ponte]. Se a pessoa quer melhorar, é com ela que estou falando. Canto a palavra de um Deus que é de todos, não só dos evangélicos. Deus não tem dono.

Nesses espaços não religiosos, Thalles precisa presenciar fãs consumindo bebidas ou fumando. Ex-viciado em drogas e alcool, o cantor diz que não se incomoda com a situação e que o desafio dele é fazer com que as pessoas mudem de postura ao aceitar suas letras e testemunhos.

— Sempre fui muito claro sobre minha relação com as drogas. Nunca escondi nada. Já contei em livro como cheguei ao fundo do poço. Mas não me arrependo de nada e nem julgo as pessoas. Minha música é feita para ajudar quem quer se libertar dos vícios e do mal. Cada um que interprete e utilize a mensagem como quiser. (Fonte: R7)

Ebola é castigo para punir praticantes do homossexualismo, dizem religiosos na Liberia

ebolaLíderes religiosos da Libéria – país onde surgiu a epidemia do ebola – estão dizendo que a doença é um castigo divino para punir os homossexuais.

“Ele [religiosos] têm pedido até a pena de morte. Estamos vivendo com medo”, disse o ativista arco-íris Leroy Ponpon à Agência Reuters.

“Durante o dia, nós nos movemos com óculos escuros e disfarces. O problema é à noite, em que não é seguro em Monróvia [capital do país], no escuro, e também, se você violar o toque de recolher do ebola, é punível com pena de prisão”, contou Ponpon.

Em agosto, o Conselho das Igrejas – que reúne mais de 100 líderes cristãos – declarou que “Deus está irado com a Libéria e que o ebola é uma praga. Liberianos têm que orar e buscar o perdão de Deus por causa de corrupção e atos imorais atos (como homossexualismo etc.) que continuam a penetrar em nossa sociedade. Como cristãos, devemos nos arrepender e buscar o perdão de Deus”. (Com informações de Reuters)

Estado Islâmico decreta que cristãos são seus maiores inimigos

Cristão morto crucificado pelos terroristas do Estado Islâmico
Cristão morto crucificado pelos terroristas do Estado Islâmico

Cristão morto crucificado pelos terroristas do Estado Islâmico

A revista eletrônica Dabiq, publicada pelo Estado Islâmico (EI) para recrutar combatentes de todo o mundo, chega à sua quarta edição. Publicada em vários idiomas, vem se mostrando uma ferramenta útil para atrair ao conflito mais de 12 mil voluntários muçulmanos, de 74 nacionalidades diferentes. Não por acaso, a última de suas 12 páginas traz uma convocação aos simpatizantes de sua causa no mundo todo, para atacar os ocidentais “onde quer que eles possam ser encontrados”.

Na capa, os terroristas afirmam que os ataques da coalizão liderada pelos Estados Unidos são uma “cruzada falida” e que os muçulmanos acabarão vencendo. A imagem é de a bandeira negra do Estado Islâmico “implantada” (via Photoshop) no Vaticano.

No artigo “O regresso da escravidão antes da hora”, além de confirmar a escravização de milhares de mulheres e crianças yazidis, justifica essa atitude em relação à minoria curda, afirmando: “foram divididos entre os combatentes do Estado Islâmico conforme a sharia”.

Ao falar sobre a sua “vitória final”, os jihadistas dão um alerta aos “romanos”, termo genérico usado por eles para denominar a Civilização Ocidental. Explicam que sabem que chegarão a uma trégua quando se defrontarem com um inimigo comum, mas que o Ocidente romperá o acordo, assassinando um muçulmano.

Esse fato iniciará uma batalha, quando surgirá o Messias Islâmico (mahdi), e conquistarão de vez Constantinopla e Roma.

Desde que anunciou a soberania de seu califado, conquistando territórios no Iraque e na Síria, resgatou o conceito de uma guerra religiosa nos moldes dos embates medievais entre muçulmanos e cristãos. Ao escolherem Roma como símbolo do cristianismo mundial, deixam claro que este é seu inimigo número um.

A reportagem principal fala sobre o conflito final, mas trás o alerta: “Se não chegarmos a esse tempo, então nossos filhos e netos irão alcançá-lo, e eles vão vender seus filhos como escravos no mercado de escravos.”

De acordo com algumas tradições islâmicas, o profeta islâmico Maomé previu a ocupação de Istambul, Jerusalém e Roma. A teologia muçulmana xiita afirma que grandes guerras devem ocorrer na Terra, durante as quais um terço da população mundial irá morrer em combate e outro terço por causa da fome e da violência.

Israel deve ser destruído para que então o 12 º imã, chamado de Mahdi, apareça para matar todos os infiéis, levantando a bandeira do Islã em todos os cantos do mundo. Essa narrativa ecoa o conflito narrado no Livro de Apocalipse, mostrando como Cristo derrotará o Anticristo e seus exércitos.

Desde seu surgimento (ainda com o nome de ISIS) o exército jihadista executou milhares de cristãos no Iraque e na Síria. Muitos deles foram crucificados ou decapitados. “Em todo o Oriente Médio, nos últimos 10 anos, em média 100 mil cristãos foram assassinados a cada ano. Ou seja, a cada cinco minutos um cristão é assassinado por causa de sua fé”.

Esse foi o argumento chocante apresentado pelo líder cristão Gabriel Nadaf ao Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, em setembro.

Estima-se que 12 milhões de cristãos viviam no Oriente Médio. A ascensão do Estado Islâmico nos últimos três anos gerou uma nova onda de perseguição contra a comunidade cristã em diferentes países, incluindo Egito, Iraque, Líbia, Irã e Síria. Também teve reflexos na África, onde grupos jiadistas também declararam seus califados e intensificaram os ataques contra cristãos.

Com informações WND/Gospel Prime

Instituto Gerp: Crivella tem 55% dos votos válidos e Pezão, 45%

pesquisaO Instituto Gerp divulgou nesta sexta-feira (17) uma nova pesquisa de intenções de voto para o segundo turno do governo do Estado do Rio de Janeiro.

Marcelo Crivella (PRB) aparece com 55% dos votos válidos, que excluem nulos e brancos e eleitores indecisos, e Luiz Fernando Pezão (PMDB) tem 45%.

Os eleitores também foram convidados a responder em quem eles não votariam de jeito nenhum. Pezão tem 31% de rejeição e Crivella, 21%.

A pesquisa foi realizada entre 13 e 16 de outubro com 1.300 eleitores. A margem de erro é de 2,77% para mais ou para menos. O registro foi feito no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) com o número RJ 00071/2014. (Fonte: R7)