"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas" disse JESUS......................."E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”, disse JESUS

Um País Igual para Todos e Outras Esperanças em Meio ao Caos

por William Douglas* Quando os caminhoneiros prometeram parar o país Leia mais »

Filme ‘Os Dez Mandamentos’ é vetado a menores de 12 anos pelo Ministério da Justiça

O Departamento de Justiça, Classificação, Títulos e Qualificação do Ministério Leia mais »

Acusado de agredir a ex-mulher, Pedro Paulo é vaiado ao carregar imagem católica

Sob vaias, o secretário-executivo Pedro Paulo Carvalho (PMDB) carregou uma Leia mais »

De vento em popa

O best seller “AS 25 LEIS BÍBLICAS DO SUCESSO”, de Leia mais »

O perigo de seguir cegamente “líderes políticos cristãos”

Os maiores referenciais bíblicos de homens públicos, a meu ver, Leia mais »

 

Líder da Igreja Apostólica da Santa Vó Rosa é acusado de abusar sexualmente de mulheres em São Paulo

Atenção, devido ao grande número de acessos a este post, sugere-se que se leia o estudo completo sobre este grupo religioso (o link está abaixo do vídeo).

Um homem de 85 anos é suspeito de abusar de mulheres usando uma seita que ele criou para adorar a si mesmo. Aldo Bertoni tem os passos acompanhados de perto pelo Ministério Público há dois anos, quando a primeira vítima tomou coragem e procurou os promotores. Depois dela, dezenas de vítimas fizeram o mesmo.

A equipe da Record acompanhou o homem. Os encontros foram acompanhados pela reportagem, que ouviu as vítimas e as autoridades. O prédio fica no bairro do Tatuapé, zona leste de São Paulo. Lá funciona a matriz da seita chamada de apostólica, que reúne outros duzentos templos pelo Brasil e 25 mil seguidores.

No vídeo abaixo, tem-se parte da reportagem onde há as denúncias contra o líder da igreja da Santa Vó Rosa. A matéria também mostra a congregação entoando cânticos de exaltação ao ‘irmão’ Aldo.

Leia também o depoimento de um ex-integrante da Igreja Apostólica da Santa Vó Rosa, onde ele faz uma avaliação de seus 25 anos condicionados aos ensinamentos da seita. Depois de dificuldades para ‘escapar’ da seita, encontra ajuda por meio da leitura de revistas apologéticas.

Com informações de R7

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=G5ZeYKLUDqg]

Igreja Apostólica da Santa Vó Rosa, que movimento é este ? Clique aqui e leia o estudo.

Comente via Facebook

17 Responses to Líder da Igreja Apostólica da Santa Vó Rosa é acusado de abusar sexualmente de mulheres em São Paulo

  1. Tony Blunber disse: 6 de setembro de 2011 ás 2:46 pm HOMOSSEXUALISMO À LUZ DE Rm 1:26-27

    Introdução

    Desde os primórdios da humanidade, as sociedades convivem com os mais variados tipos de comportamentos sexuais. O relato bíblico da Criação em Gn 1 e 2 mostra que Deus formou o homem e a mulher para viverem em comunhão íntima, tornado-se “uma só carne”. Porém o pecado infiltrou-se nos relacionamentos sexuais entre os seres humanos de tal forma que hoje a sociedade convive com uma variação enorme de perversões sexuais, tais como: narcisismo, homossexualismo, masturbação, sadismo, masoquismo, exibicionismo, pedofilia, gerontofilia, fetichismo, travestismo, incesto, pluralismo, necrofilia, bestialidade, zoofilia, voyeurismo, sexopatia acústica, renifleurismo, coprofagia, frotterurismo, entre outros.

    O presente trabalho não vai entrar nos detalhes das diversas anomalias sexuais, limitando-se apenas ao estudo do homossexualismo, pois este é o tema tratado pelo apóstolo Paulo em Rm 1:26 e 27. O artigo será dividido nas seguintes seções: Estudo da referência paulina em Romanos; conceito e causas da homossexualidade; os motivos pelos quais Deus condena este comportamento sexual; terapia para a regeneração daqueles que apresentam este desvio da sua sexualidade. Ao final, será apresentado um resumo do trabalho e as conclusões encontradas.
    Comentário Sobre Rm 1:26-27

    Encontra-se a declaração de Paulo nas seguintes palavras:
    “Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro.” Romanos 1:26-27

    Há um consenso geral de que Paulo referia-se aqui à prática do lesbianismo e do homossexualismo masculino. A palavra “natural” (kata physin) em oposição à “contrária à natureza” (para physin) era usada no tempo de Paulo com muita freqüência como uma maneira de estabelecer distinção entre comportamento heterossexual e homossexual. Harrison acrescenta que “Paulo usa linguagem direta, para condenar a perversão do sexo fora do seu justo lugar: dentro do relacionamento conjugal”. Outro teólogo afirma que a contaminação do corpo humano é claramente manifestada no homossexualismo, pois ele é obviamente antinatural, contrário à natureza sexual.

    A prática do homossexualismo era comum no mundo pagão, tendo forte presença na sociedade em geral, sendo designado como o “pecado grego”. Paulo escreveu sua epístola aos Romanos na cidade de Corinto, a capital dos vícios gregos, e certamente já vira ali evidências sobre as práticas homossexuais.

    Lovelace ainda diz que “contrária à natureza” significa “simplesmente contra a intenção de Deus para o comportamento sexual humano que é explicitamente visível na natureza, na função complementar dos órgãos sexuais e dos temperamentos do macho e da fêmea”.

    No verso 27 Paulo emprega o termo arsen 3 vezes, traduzidos na ARA por “homens”. O substantivo arsenokoites (“homossexual masculino”, “pederasta”) é empregado pelo apóstolo como alguém que não herdará a salvação por estar sob a condenação de Deus (1Co 6:9; 1Tm 1:10). Brown ainda acrescenta que aqui a perversão sexual é vista como resultado de (e, até certo ponto, um julgamento sobre) o pecado do homem em adorar a criatura ao invés do criador.

    Conceito e Causas da Homossexualidade

    Uma vez comprovado que o tema que Paulo abordou em Rm 1:26-27 foi mesmo a homossexualidade, tanto masculina quanto feminina, faz-se necessário um maior aprofundamento sobre o estudo deste comportamento sexual.

    O homossexual é considerado uma pessoa com tendência a dirigir o desejo sexual para outra pessoa do mesmo sexo, ou seja, ele (ou ela) sente atração erótico-sexual por parceiro do mesmo sexo. Maranon apresenta uma definição mais completa sobre a homossexualidade nas seguintes palavras:
    Por mais classificações que se façam desta anormalidade, a base patogenética é sempre a mesma: uma sexualidade recuada, de polivalência infantil que, por circunstâncias externas, condiciona sob diferentes formas seu objetivo erótico em sentido homossexual.
    Baseando-se no relatório de Kinsey, os homossexuais pretendem que sua condição seja considerada “uma espécie de forma alternativa de sexualidade, homóloga e simétrica à heterossexualidade”.

    Bergler, porém, vê a homossexualidade como uma espécie de “síndrome neurótica”, caracterizada por alguns estigmas bem definidos, a saber: uma elevada dose de masoquismo psíquico, levando o homossexual a situações de desconfianças e humilhações; medo, ódio, fuga em relação ao sexo oposto; insatisfação constante e insaciabilidade sexual; megalomania; depressão; sentimento patológico de culpa; ciúme irracional; e inadmissibilidade psicopática.

    As pesquisas com relação às causas da homossexualidade ainda não são consideradas de todo consistentes; porém, elas podem ajudar na orientação de uma profilaxia social com relação ao homossexualismo. Gius afirma que “não se verificam quadros de aberração cromossômica ligados primitivamente à homossexualidade”, o que descarta sua origem genética, pois “em todos os casos de homossexualidade masculina examinados, o sexo genético correspondia ao sexo fenotípico (respectivo) e faltavam sinais de qualquer alteração cromossômica verdadeira”.

    Mesmo os defensores da origem genética da homossexualidade admitem que a eventual “predisposição inata” só se transforma em efetivo desejo homossexual por força de fatores desencadeadores de natureza psicossocial, dentre os quais: obsessiva ligação com uma mãe autoritária ou possessiva; falta de uma figura paterna significativa como modelo de identificação; experiências de iniciação na infância ou adolescência; e fixação ou regressão da personalidade a níveis auto-eróticos, com supervalorização do falo (órgão sexual masculino).

    O homossexual é um homem ressentido por acreditar que não tem o corpo que sua mente mereceria. Freud também considerava que o meio onde as crianças se desenvolvem é fator determinante de sua sexualidade.

    Snoek divide estes fatores determinantes em três categorias:

    1. Fisiológicos – Nenhuma das teorias (genética, hormonal, morfológica) foi comprovada;

    2. Familiares – Uma mãe dominante, juntamente com um pai apagado; uma supermãe, tão envolvente que para o filho só existe uma mulher, que é ela; a mãe frustrada no seu relacionamento com o marido, incutindo na cabeça das filhas que homem nenhum tem valor; um superpai que exige uma virilidade impossível de ser alcançada pelo filho; os pais desejam um menino, mas nasce uma menina;

    3. Sociais – O unissexismo, que ocorre na forma do segregacionismo ou do igualitarismo; o anarquismo; e a sedução por adultos.

    Por Que Deus Condena o Homossexualismo?

    Deus abençoou o homem e a mulher e lhes deu o mandamento de serem fecundos e multiplicarem-se (Gn 1:28). O casamento é a “união de duas pessoas que originalmente foram uma, depois foram separadas uma da outra, e agora no encontro sexual do casamento se uniram novamente”. Lovelace acrescenta dizendo que “não é por acidente que toda forma de expressão sexual fora da aliança do casamento seja explícita ou implicitamente condenada no restante das Escrituras”.

    A sociedade atual está cada vez mais perdendo de vista o princípio que Deus definiu para a união sexual entre os seres humanos: um homem e uma mulher, unidos pelo compromisso eterno do matrimônio. Em virtude deste crescente desvio do padrão idealizado por Deus no princípio, é que têm surgido todas estas anomalias sexuais descritas até aqui. Hoje já se convive até mesmo com o “casamento” entre homossexuais e a adoção de filhos por estes “casais”.

    O propósito de Deus é que o homem junte-se com a mulher e os dois formem “uma só carne” (Gn 2:24), constituindo-se numa família heterossexual, na qual os filhos poderão ser educados em meio a um ambiente sadio e livre de preconceitos.

    Este ideal está totalmente corrompido na sociedade moderna, e as relações sexuais passaram a ser apenas um meio de obter prazer a qualquer custo, sem atentar para as orientações dadas por Deus no passado, e para os perigos de não seguir estas orientações. A atual sociedade já aprendeu a conviver pacificamente com o outrora chamado “pecado grego”, vendo os homossexuais como apenas “um pouco diferentes”.

    Deus condena o homossexualismo porque ele é totalmente contrário ao propósito original das relações sexuais: procriação e/ou prazer. Segundo Boice, apenas em se olhar para a anatomia dos órgãos sexuais do homem e da mulher já deveria haver argumento suficiente para convencer de que as práticas homossexuais não são normais. Tanto o Judaísmo quanto o Cristianismo sempre reconheceram esse fato, defendendo que o homossexual está sob a condenação de Deus.

    Cura Para o Homossexual

    Após verificar que o homossexualismo está arraigado fortemente na sociedade hodierna, faz-se necessário apresentar ao portador desta anomalia sexual um meio de regeneração e retorno ao ideal divino. A terapia de aconselhamento para o homossexual consiste em “escutar a quem pede ajuda, a fim de facilitar-lhe a decifração, por ele mesmo, de seu próprio discurso… levando a uma convivência mais saudável consigo mesmo e, em vários casos, chega-se à heterossexualidade”.

    Talvez o maior problema a princípio seja romper as barreiras da solidão e da incomunicabilidade que a sociedade erige em relação aos homossexuais. Gatti defende que o ponto de partida deve ser a total aceitação do homossexual como pessoa, a plena compreensão de seu drama, e a mais leal solidariedade a seus sofrimentos e a seus problemas. Para o auxílio pastoral ao homossexual são sugeridos os seguintes passos:

    1. Reconhecimento e confissão de que sua atitude e conduta são errados;

    2. Ele deve admitir e reconhecer seu problema;

    3. Deve confessar o pecado a Deus e a um conselheiro espiritual, e depois deve pedir a Deus que o purifique e perdoe;

    4. O homossexual que busca a cura deve pedir a Deus que lhe dê um espírito de arrependimento;

    5. Pode-se considerar a possibilidade de uma libertação de demônios;

    6. O conselheiro deve repetir a promessa de que o indivíduo poderá mudar;

    7. O homossexual deve concordar em submeter-se a um plano de disciplina que Deus possa usar para concretizar a mudança desejada;

    8. Entre o homossexual e o conselheiro deve haver sinceridade absoluta;

    9. O homossexual deve começar a participar de uma comunidade cristã compreensiva;

    10. O conselheiro deve ser paciente.

    Para o homossexual, como para qualquer outro homem, no fim é apenas a graça do Espírito Santo com seus misteriosos dinamismos que é capaz de tornar a cura do homossexual possível. Acima de todos os meios educativos e terapêuticos, é sempre na graça de Deus que o homem pecador deve confiar.

    O Dr. José Maria concorda com o pensamento de que a igreja deve ser o conduto para a ajuda aos homossexuais que desejarem um retorno aos desejos sexuais naturais de cada ser humano. Ele afirma que “a igreja será o último reduto para a consolidação dos conceitos familiares” nos próximos anos.

    Resumo e Conclusão

    O homossexualismo está presente na história humana desde o seu princípio. Biblicamente, encontra-se referências à homossexualidade já no relato de Sodoma e Gomorra (Gn 19:4-5), de onde advém o termo “sodomia” como referência à homossexualidade e outras anomalias do gênero; bem como no período dos Juízes (Jz 19:22). Moisés também fez referências a esta prática sexual entre o povo de Israel (Lv 18:22; 20:13), condenando-a e considerando-a abominável aos olhos de Deus, punível mesmo com a morte.

    No Novo Testamento, a referência clássica à homossexualidade, tanto feminina quanto masculina, encontra-se na epístola de Paulo aos Romanos (Rm 1:26 e 27). Porém, o apóstolo também faz outras referências à condenação divina sobre esta prática (1Co 6:9-10; 1Tm 1:9-11).

    O presente trabalho analisou o texto de Romanos, observando a quase unanimidade entre os teólogos e comentadores de que Paulo realmente referia-se na passagem em estudo ao homossexualismo. Porém, é crescente o grupo de eruditos que não aceitam esta interpretação usual, e tentam reinterpretar as declarações paulinas, aplicando-as aos dias atuais, onde a homossexualidade tornou-se já parte comum do cotidiano das grandes cidades.

    Através dos estudos e pesquisas científicas consultadas, verifica-se que é reduzida a probabilidade de que as tendências homossexuais sejam o resultado de uma “deformação genética” ou algum caractere hereditário. Ao contrário, é grande o número de estudiosos da psicologia humana que acreditam que este comportamento sexual advém de fatores psicossociais vividos na infância (até os 5 anos de idade, principalmente), e que acarretam traumas e complexos que podem levar o indivíduo a desenvolver o homossexualismo durante sua vida.

    Apesar de Deus condenar este comportamento anômalo, em virtude de desvirtuar-se do Seu propósito para o relacionamento sexual e matrimonial, Ele concede ao homossexual desejoso de regenerar-se uma opção de cura, que está disponível através de Sua infinita graça e misericórdia pelas mazelas que atingem a humanidade.

    Como representantes de Deus e instrumentos Seus para distribuição de Sua graça ao mundo pecador, os cristão não devem olhar o homossexualismo como uma doença típica de pessoas “despudoradas”; mas devem encarar o problema com o mesmo amor fraternal e solidariedade que Jesus demonstrou em Seu convívio com o ser humano. Resta ao cristão ouvir e atentar ao conselho do próprio apóstolo Paulo: “Tudo posso, nAquele que me fortalece” (Fp 4:13).

    Responder Comentar
    Tony Blunber disse: 6 de setembro de 2011 ás 2:49 pm

  2. kratza peixoto disse:

    isso e mentira vai casar oq fazer povo da record record nao presta

  3. Vanderlei disse:

    Infelizmente seres desprovidos de caráter utilizam-se dos mais diversos meios para tirar proveito da ingenuidade das pessoas. Felizmente, grande parte da população ainda tem fé, e acredita nos princípios religiosos e divinos, o que faz com que alguma criaturas possuídas de maldade se aproveitem da situação em beneficio próprio. Alguns para fins financeiros, outros, como este suposto, para fins de satisfação carnal. Pobre alma. Esperemos que a bondade divina seja maior que a maldade que ele leva em seu coração e em seus atos.

  4. Sonia disse:

    Toda religião tem sua fé, disciplina, seguem quem quer, as portas de qualquer igreja estão abertas a todos. Pra denunciar tem que provar fatos reais e não montar videos com pessoas insinuando personagens. Imagina pessoas que seguiu a religião por anos, se beneficiou e agora critica. Qualquer um tem liberdade de entrar e sair de qualquer lugar. anos não significa horas porque ficarr tanto tempo? o que esta por tras disto tudo?

  5. luiza disse:

    Olhem uma foto de uns anos atraz como se vestiam as mulheres,as forças do mal inventou a moda manipulou o ser humano. Ele se afastou de Deus e nem percebeu . Falam de Jesus mas querem fazer sua propria vontade,ou melhor a vontade do inimigo não valorisão o sofrimento do salvador. Mas alguem com muita coragem enfretou o tenebroso maliguino e implantou uma diciplina santa e digna que honra o verdadeiro filho de Deus. Ser apostólico é previlegio de poucos. Os que forem sinceros nunca vai duvidar porque foi com este objetivo que armaram tudo isso. Como é bom viver em paz e ter a conciencia tranquila… Será que alguem antes de falar alguma coisa poderia parar para refletir,que isso vai ser esclarecido e vai custar um preço a quem falou o que não sabia. Pensem………………….

  6. samara disse:

    é um absurdo não existe palavras para tanta safadesa

  7. NERI disse:

    oque estão fasendo com o nome do irmão Aldo é obra maligna e tera o seu preço.

  8. sally ricci disse:

    O proprio espirito da santa vo Rosa,fez com que tudo viesse a tona,pois nao estava de acordo com essa sugeirada.Vo Rosa,era simples,boa e honesta.Ele quiz brincar com coisas sagradas agora encare de cabeça erguida.Pois ela dizia:se algum dia acontecer algo errado na igreja,tudo sera descoberto.Lembra-se quando ela dizia isso?Agora peça milhoes de Perdao a cada pessoa que abusou,perdao para DEUS e para a Santa VO Rosa,pois ela havia avisado.

  9. joão disse:

    esses que estão metendo a boca no primaz aldo bertoni, são os falsos que tentão se aproveitar ou seja beneficiar da igreja indevidamente, mas aqui na igreja apostólica não tem boca pra malandro e nem para traidor….. vão ganhar suas vidas na honra e na verdade…. e largam mão de ficarem inventando e falando do que vcs não tem a minima idéia… o irmão Aldo é o ultimo e unico profeta dos tempos do fim e vai provar pra toda humanidade.

  10. sally ricci disse:

    Acredito que o espirito da santa vo Rosa,fez com que fosse tudo descoberto,pois ela dizem ter sido honesta,simples e seria.Nao gostando da atitude desonesta do irmao Aldo,ela com sua força espiritual,deve ter pedido a DEUS,para ele ser desmascarado.Ela dizia se tivesse algum dia algo errado em sua igreja,tudo ia ser desmascarado e FOI mesmo.Gostaria que esse comentario fosse lido por ele.Pois o que ela falava parecia que sabia que isso iria acontecer.Lembra-se dessas palavras irmao Aldo.Nao brinque com que e de DEUS.

  11. maria rosa disse:

    isso é calunia e defamaçao.creio q isto tudo é mentira jamais ele iria fazer isto.. este povo esta fazendo como fizeram com jesus cristo .” DEUS , SANTA VO E SANTO IRMAO ALDO TENHA MISERICORDIA DESTE POVO ELAS NAO SABEM O QUE FALAM”

  12. jose maria vaz disse:

    E TRISTE VER CASOS ASSIM FIGURAS COMO ESTA ESPLORANDO A BOA FE DAS PESSOAS

    • Administrador do Blog disse:

      São cegos guiando cegos e e tentando usurpar o lugar do Espírito Santo. A Vó Rosa morreu atropelada anos atrás e muitos esperavam que ela ressuscitasse, como não ocorreu, os seus admiradores começaram a acreditar que ela é o ‘outro Consolador’, prometido por Jesus.

      Triste.

  13. rita disse:

    vcs são mentirosos e mal amados mesmo pensou que ir em rede nacional ia abalar ja tiveram seus 15 minutos de fama logo esqueceram de vcs rsrrsrs

  14. rita disse:

    eu acredito que esta pessoa ou essas pessoas que estão fazendo isso estão se complicando eu que ver elas provar o que estão falando, falar é facil até papagaio fala!!!!
    não é por causa de meia duzia de pessoas mal amada e caluniosas que vcs vão conseguir pra mim isso só faz eu acreditar que o ser humano é muito mal mesmo…..

  15. Só depois que ele passou a mão nos meus seios me beijou bastante e quiz faser sexo oral comigo é que eu fui desconfiar, hahahah misericórdia quando é que o povo vai deixar de serem tão inocentes assim, meu D ús ?
    E que nome de igreja tão idolatra é este, santa vó rosa? tenha paciência , é por isto que a palavra diz , o meu povo sofre por falta de conhecimento e não sabem de nada porque não tem quem os ensina ,
    E o fim é teme a D´us e guarda os meus mandamentos , porque isto é o dever de todo o homem.! Eclesiastes 12:13 , é só isto ,ninguem precisa seguir ninguem,quem segue outro homem é idolatra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JESUS