Últimas Notícias

56 paquistanesas foram mortas em 2013 por dar à luz a meninas

Troféu Promessas foi cancelado foi por razões financeiras, diz jornalista

De olho no voto evangélico, PT (RJ) estaria querendo atrair Crivella

Todos contra o aborto. Caminhada em Defesa da Vida será realizada neste sábado (5/out) no RJ

TSE suspende repasse do Fundo Partidário ao PSOL

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) reprovou, na sessão desta terça-feira (3), a prestação de contas do PSOL da campanha presidencial de 2010. Os ministros suspenderam por quatro meses, a vigorar no próximo ano, o repasse de cotas do Fundo Partidário à sigla pelo fato de partido ter apresentado prestação de contas sem qualquer receita ou gasto realizado, quando a própria Justiça Eleitoral detectou que o partido transferiu R$ 171 mil ao comitê financeiro e movimentou R$ 86.044,00 durante a campanha.

Ataque à dignidade humana. PL visa sepultar animais junto aos humanos

cemiterio de cachorro

Pastores culpam futebol aos domingos pela baixa frequência nos cultos

futebolQuem deve ser responsabilizado pela queda na frequência das igrejas em 2012? Segundo uma pesquisa da revista Christianity Today, muitos pastores culpam a “secularização dos domingos”, culpando a transmissão de jogos de futebol e outros eventos esportivos nesse dia.

“O domingo perdeu seu caráter sagrado para a maioria das pessoas”, explica McMullin. ”As igrejas precisam se perguntar: “Se isso é verdade, como iremos responder? ”. (Fonte: Gospel Prime)

COMENTÁRIO:

Para muitos cristãos, o culto ao deus do futebol  é mais autêntico.

O que adianta ir para a Casa do Senhor prestar um culto superficial?

Culpar o futebol por esvaziamento dos cultos é uma explicação muito simplória. O problema pode ser mais grave. Pode ser falta de alimento sólido nos cultos.

Deus procura aqueles que o adoram em espírito e em verdade.

Cada um dará conta de si mesmo a Deus.

Bispos repreendem políticos católicos por aprovarem o aborto. E os evangélicos?

Pastor Rubens Teixeira analisa visita do papa ao Brasil e possíveis efeitos na sociedade e política: “Passou a imagem de credibilidade”

A visita do papa ao Brasil foi amplamente divulgada pela mídia internacional, não apenas por ser parte da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), mas também pelo fato de que seus discursos no âmbito social e político foram bastante extensos e pontuais.

Silas Malafaia na Globo nesta quinta (11/07). Para superar audiência de ‘A Fazenda’ da Record?

malafaiaO pastor Silas Malafaia estará no programa “Na Moral” da próxima quinta-feira (11), na Rede Globo, falando sobre assuntos polêmicos com o apresentador Pedro Bial.

De acordo com o jornalista Lauro Jardim, da Veja, essa seria uma tentativa do programa para superar a audiência do reality show “A Fazenda”, da emissora rival, a Rede Record.

Na semana passada o programa de Bial estreou a segunda temporada, mas perdeu a briga no ibope ficando com apenas oito pontos, enquanto que a Record alcançou nove pontos na Grande São Paulo.

Sempre que Malafaia aparece em um programa da TV aberta o sucesso de audiência é garantido, foi assim com o programa “De Frente Com Gabi”, do SBT, que marcou o recorde de audiência. O mesmo sucesso se repetiu no “Programa do Ratinho” onde Malafaia também foi convidado.

No ano passado o pastor Silas Malafaia chegou a criticar o programa “Na Moral” por ter realizado um casamento entre duas mulheres. Em sua fala sobre o fato, o religioso fez muitas críticas ao apresentador que também está a frente do reality show Big Brother Brasil.

“Pedro Bial, que já tem feito papel de medíocre e ridículo no Big Brother Brasil, agora para mostrar que é mais ridículo ainda, vem fazer programa de uma verdadeira propaganda de união gay, enganando a sociedade ao mexer no emocional das pessoas”, escreveu Malafaia no site Verdade Gospel.

Malafaia ficou indignado com o tom das reportagens exibidas no programa do dia 19 de julho de 2012 que tinham como objetivo sensibilizar o público a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

“É inaceitável que um veículo de comunicação desta grandeza venha fazer uma apologia tão ridícula ao casamento gay”, escreveu o líder religioso. (Fonte: Gospel Prime, com adaptação no título por Holofote.Net).

Igrejas pentecostais da América Latina invadem os EUA

Alguns estão a pé, outros em ônibus com o logotipo de igreja evangélica latina cujo culto vieram assistir: New Life Convenant ou Pacto Nueva Vida.

A sede, a duas quadras dali, ficou pequena para eles. A solução está a caminho: um novo templo para 1,5 mil fiéis a um custo de US$ 9 milhões.

Ore pelo Brasil

bandeira-do-brasil

Como seguidores de Cristo, temos o dever de orar por nosso País.

A corrupção e a desumanidade tem trazido o caos à nossa Nação.

Façamos  nossa parte.

Cumpramos nosso dever cristão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sobre Daniela Mercury. “A família brasileira não merecia isso”, disse Agnaldo Timóteo

agnaldo timoteo

 

Foi ou não uma jogada de marketing de Daniela Mercury?

O cantor Agnaldo Timóteo criticou a postura de Daniela Mercury, que se assumiu ser homossexual. A cantora namora Malu Verçosa e faz planos de oficializar a união no civil. No último domingo, ela apresentou oficialmente sua mulher e deu um selinho na amada em rede nacional.

Senador do PSOL tem cerca de 30 pastores como assessores, diz Magno Malta

magno malta

 

O PSOL pediu, semanas atrás, investigação contra o deputado Marco Feliciano por empregar pastores em seu gabinete

Em seu discurso na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, no dia 29 de maio de 2013, o senador Magno Malta, ao comentar sobre a prisão do pastor Marcos Pereira, iniciou sua fala comentando que tem sido cobrado pelo segmento evangélico para proferir algo sobre a questão.

Disse Malta:

E eu comecei ser cobrado, não tão somente pelo segmento, senador Randolfe, e VExa conhece bem o segmento, por que tem bem uns 30 pastores nomeados em sua assessoria. O senhor é o político mais sabido do Amapá. O Senhor conhece bem o segmento”.

Prosseguindo em seu discurso, o senador Malta abordou a questão do pastor Marcos Pereira.

COMENTÁRIO:

Se o senador do PSOL – que nem evangélico é – tem dezenas de pastores em seu gabinete, por que um parlamentar evangélico é proibido de tê-los trabalhando em sua assessoria?

Ressalto que o PSOL, semanas atrás, entrou com um pedido de investigação na Corregedoria da Câmara contra o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) para que o parlamentar, dentre outras questões, fosse investigado por empregar em seu gabinete pastores e cantores de música gospel que trabalharam na gravação de seu CD.

E agora, “ético” PSOL?

E agora, “moralista” ex BBB Jean Wyllys?

Samuel Câmara emite nota sobre seu desligamento da CGADB

holofote

“Ao arrepio do Estatuto e do Regimento Interno, que não prevê esse tipo de sanção para a acusação de quebra de decoro alegada contra mim e os demais pastores já mencionados, a Mesa Diretora acaba de deliberar pelo meu desligamento da CGADB por sete votos a três. Votaram contra a decisão os pastores Antonio Dionísio, Jonas Francisco de Paula e Ivan Bastos.

Os processos contra o o pastor Sóstenes Apolos e Jônatas Câmara foram temporariamente suspensos porque ambos justificaram a sua ausência por razões de ordem médica. Já o pastor Ivan Bastos só pode ser julgado, neste caso, pela AGO por pertencer à Mesa Diretora da CGADB.

Infelizmente optaram, mais uma vez, por cometer uma arbitrariedade. Rito sumário como nas piores ditaduras. Fica caracterizada a perseguição política e a determinação de tirar do caminho e atropelar qualquer um que levante a sua voz contra os desmandos da administração que há 25 anos comanda a CGADB.

Diante desta atitude arbitrária, repito o nosso lema: “Porque Deus não nos deu um espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor e de moderação”, 1 Timóteo 1.7.

Vamos recorrer da decisão, com tranquilidade. Eles buscam promover mais uma cisão. Nós buscamos a unidade assembleiana. Insistimos que nos cubram com as suas orações”.

COMENTÁRIO: feito com base om base na nota expedida pelo pastor Samuel Câmara

Com um procedimento medieval, em rito sumário, a CGADB excluiu o pr SAMUEL CÂMARA dos seus quadros por decisão mergulhada em subjetividade, cerceamento de defesa e arbitrariedade, dignas de penas aplicadas aos cristãos que ousam falar da sua fé em países totalitários. Ao contrário de praticarem o perdão, o diálogo e superar as divergências políticas, os líderes da CGADB deram a maior demonstração de arbitrariedade que poderiam fazer em pleno século XXI.

Samuel Câmara obteve cerca de 40 % dos votos na última eleição para presidente. É como se os parlamentares da situação no governo resolvessem cassar toda a oposição por todas as posições contrárias que estes parlamentares exteriorizassem. Algo bem diferente que o Evangelho de Jesus ensina. Com esta postura, a CGADB mostrou desconhecer princípios democráticos e legais existentes em qualquer país civilizado. Uma vergonha para a liderança da maior denominação evangélica deste país.

Merece destaque que esta liderança não tem poderes sobre as igrejas Assembleias de Deus. Trata-se de uma convenção que reúne ministros (pastores e evangelistas), mas não igrejas e seus membros. Portanto esta medida desproporcional em nada afeta o funcionamento da Igreja Assembleia de Deus e nem mesmo representa a opinião de pastores e membros desta denominação do país. Mesmo assim, um péssimo exemplo para a sociedade.

O “Dias das Mães” e o ‘O Globo’: a verdade vem à tona após 67 anos

oglobo

Tem-se que que tomar cuidado com tudo o que se lê por aí.

Em 1946 o Jornal O Globo publicou uma matéria, afirmando que a criação do Dia das Mães foi uma alusão à mãe de Jesus e que seria comemorado o dia 31 de maio de cada ano, a partir daquele ano.

Mas, como diz o dito popular: ‘mentiras tem pernas curtas’.

Leia sobre este assunto  e veja  meu comentário sobre a verdadeira data da criação do Dia das Mães no Brasil.

Do jeito que o diabo gosta. Barak Obama abençoa entidade abortista

Barack Obama,  presidente dos EUA

Em 26 de abril, o presidente Barack Obama se tornou o primeiro presidente a falar na Conferência Nacional da Planned Parenthood, a maior rede de abortos dos Estados Unidos, que realiza sozinha, todo ano, mais de 400 mil abortos naquele país. Mas não só isso. Ele também invocou a bênção de Deus sobre seus realizadores. Ao final de seu discurso, disse Obama: “Deus abençoe a Planned Parenthood”. Essa declaração provocou a indignação de cristãos em todos os EUA.

“Nenhum presidente de nossa história teve a arrogância de endossar abertamente a matança de bebês no ventre. Nosso presidente abençoa o pecado. Deus nos ajude!”, disse o pastor negro Ken Hutcherson, líder da Igreja Bíblica Antioquia, em Seattle.

Causou indignação também o fato de que, dias depois desse ato, o presidente Obama, em seu texto de convocação para o Dia Nacional de Oração, criado em 1952 – e que tem seu texto anual de conclamação sempre assinado pelo presidente dos EUA –, ter usado o termo “sacralidade da vida” de forma parcial, não aplicando-o também à criança no ventre da mãe, mas apenas aos já nascidos. Ao se referir ao atentado em Boston, ele diz em determinado momento da conclamação que este deve ser um dia para os norte-americanos, tendo em vista o atentado,  “refletirem sobre a sacralidade da vida e expressarem a sua simpatia aos feridos [do atentado]”.

Usar o termo “sacralidade da vida”, um princípio tão enfatizado e consagrado pelos defensores da vida nas discussões sobre o aborto, em um contexto que não envolve o aborto, e fazê-lo poucos dias após invocar publicamente as bênçãos divinas sobre aborteiros, foi uma manifestação clara do presidente dos EUA de que, para ele, o direito sagrado à vida não é válido para crianças no ventre, quando tanto o assassinato de três vidas em Boston como as dezenas de milhões de bebês assassinados nas últimas quatro décadas nos EUA por clínicas de aborto merecem o repúdio de todos quantos realmente prezam pela vida.  (Fonte: CPADNews com informações do Christian Post e adaptações de Holofote.Net)

Autor de ‘novela evangélica’ da Globo assume que é bissexual

globo bandeira gay

Prestes a estrear como autor titular no horário nobre, Walcyr Carrasco entra no assunto que vem dominando os noticiários, desde que Daniela Mercury resolveu assumir, publicamente, seu casamento com uma mulher. Em entrevista à revista “Playboy”, o autor da próxima novela das nove declara: “Eu sou bissexual, e acho que todo mundo é”.

ALERTA: doutora denuncia estratégias para erotização das crianças no Brasil

escola menino menino gay

A advogada Damares Alves, pastora e assessora jurídica da Frente Parlamentar Evangélica, realizou uma palestra na 1ª Igreja Batista em Campo Grande (MS) denunciando diversos projetos políticos que ameaçam as crianças, a família e a igreja.

Damares, que também é professora, mostrou diversos projetos voltados para crianças com o objetivo de influenciá-las sexualmente. Além da parte sexual, ela fez um alerta sobre o consumo de drogas (vídeo abaixo).

Ao dar início a sua palestra, ela avisou: “A igreja evangélica brasileira passa por grandes desafios”, dizendo que enquanto a igreja se preocupa com riquezas há pessoas que estão tentando influenciar as crianças com o intuito de destruir a infância e ensinar a homossexualidade e a erotização.

As denúncias da advogada estão sendo divulgadas pelas redes sociais e causando revolta em pais de todas as religiões, pois os materiais incentivando o sexo entre crianças de 10 anos já foram distribuídos em diversas escolas espalhadas pelo Brasil.

“Estão detonando as nossas crianças”, diz ela que em seguida mostra um livro que será distribuído para crianças de dois a três anos de idade que mostra dois príncipes se casando. Há outros materiais que estão tratando com naturalidade a homossexualidade.

Em determinado momento Damares Alves diz que no final de um dos materiais há a indicação de que para tirar dúvidas a respeito do conteúdo do livro é preciso consultar a Comissão de Direitos Humanos e Minorias, o que explica os ataques que o deputado federal Marco Feliciano vem sofrendo, já que ele é contra todos estes projetos.

Outros assuntos são tratados na palestra, como aborto e manipulação de informações que tem como objetivo aprovar a interrupção de gravidez.  (Fonte: Gospel Prime, via Verdade Gospel)

Senado da Colômbia não aprova ‘casamento’ gay no país

casamento gay

Muito diferente da França e do Uruguai, que aprovaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o Senado da Colômbia rejeitou nesta quarta-feira (24) um projeto de lei sobre o casamento gay. Apresentada pelo congressista Armando Benedetti, a proposta recebeu 17 votos a favor e 51 contra. O projeto ainda está no primeiro dos quatro debates necessários para se tornar lei, e enfrentou forte oposição da Igreja Católica e figuras proeminentes como o procurador-geral Alejandro Ordóñez.

Após a votação, integrantes da comunidade gay mostraram sua reprovação na Plaza de Bolívar, enquanto outras pessoas comemoravam o resultado. Os críticos ao projeto argumentaram que aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo seria um duro golpe para a “santidade” do matrimônio.

“O casamento como uma instituição, como um sacramento envolve a união do homem e da mulher, a fim de procriar”, afirmou o senador Carlos Ramiro Chavarro, do Partido Conservador. “Eu respeito a relação que os homossexuais possam ter e que é seu direito, mas (…) a maioria do país quer manter a unidade familiar da sociedade, que trata da instituição do casamento ou da união civil apenas entre pessoas do sexo oposto”.

Como é impossível que antes de 20 de junho se aprove uma nova lei sobre o tema, a partir da data deverá ser aplicada a regra do Tribunal Constitucional: “Os casais do mesmo sexo podem ir perante um notário ou juiz para formalizar e solenizar uma relação contratual que lhes permitirá formar uma família”. Fonte: O Globo (via Verdade Gospel)