"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas" disse JESUS......................."E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”, disse JESUS

Devocional

A ansiedade e os decretos de Deus

por Marco G. de Paula*

A vida humana segue um curso natural que se “baseia” em nascer, viver, reproduzir e morrer. Mas nesse pequeno ciclo existem adversidades, tristezas, alegrias, planos, sentimentos e assim, a mesma, segue. Todavia um plano maior rege tudo isso e não apenas isso, mas todo um universo.

E disse aos seus discípulos: Por isso vos digo: Não fiqueis ansiosos quanto à vida…” (Lucas 12. 22)

Os planos começam a falhar, as incertezas sobre o futuro são cada vez maiores e a vida para. Sem saber o que fazer, o desespero toma conta da mente humana e com isso, o fracasso se torna cada vez mais inevitável. Não dá para escapar da terrível consequência de ser ansioso (a).

Deus tem seus planos, e os mesmos nunca se frustram, olhe para o salmo 139 (verso 16): “Teus olhos viram a minha substância ainda sem forma, e no teu livro os dias foram escritos, sim, todos os dias que me foram ordenados, quando nenhum deles ainda havia.” e perceba que o desespero é uma mera questão de destino e falta de amor (mas amor por quem?), falta de amor por Deus. “Sabemos que Deus faz com que TODAS as coisas concorram para o bem daqueles que o amam, dos que são chamados segundo o seu propósito.” (Romanos 8. 28). A ansiedade torna-se em nada ao olhar para os decretos de Deus e com isso, percebemos a falta de necessidade da mesma.

Se está ansioso, olhe para a Cruz, olhe como tudo coopera para seu bem, olhe para os decretos de Deus, olhe para a bíblia, e perceba que algo controla o universo, e perceba que as mãos de Deus estão em cada detalhe da vida, em cada ação, em cada plano. Perceba o conforto que isso pode te trazer, mas ao mesmo tempo, perceba o quão desesperador pode ser não arrepender-se de seus pecados, e por consequência, não ser levado ao “amar a Deus”. Perceba que há males que são para um bem maior.

Os decretos de Deus iluminam nossos olhos, com o fim de podermos enxergar o Seu perfeito amor. Não tenha medo da vida, ou, se quer, ande ansioso por causa dela, antes entregue tudo em oração à Deus, pois Ele tem cuidado de nós (1 Pedro 5. 7)

Não andeis ansiosos por coisa alguma; pelo contrário, sejam os vossos pedidos plenamente conhecidos diante de Deus por meio de oração e súplica com ações de graças;” Filipenses 4. 6

Marco G. de Paula*Marco G. de Paula é estudante e seminarista na Escola Teológica Reformada, formado em teologia pelo Instituto Bíblico Ebenézer, cristão protestante e blogueiro.

JESUS