Estado Islâmico decreta que cristãos são seus maiores inimigos

A revista eletrônica Dabiq, publicada pelo Estado Islâmico (EI) para Leia mais »

 

OAB quer fim da morte de animais em rituais. Umbandista acusa evangélicos

COMENTÁRIO:

terreiro atacadoQualquer coisa que venha atingir os interesses dos adeptos de religiões afro, logo, logo alguns atribuem a culpa aos evangélicos.

O ataque aos evangélicos faz parte de uma estratégia para tentar se colocar as religiões afros como vítimas e assim se obter certos êxitos.

Volta e meia aqui no Rio alguns evangélicos são acusados de terem ligações com grupos de traficantes os quais estariam   impedindo a realização de cultos afros em favelas. Uma mentira deslavada. Qualquer pessoa de sã consciência sabe que isto não é verdade.

Agora eles aparecem com mais essa acusação aos evangélicos.

Olho neles !!!

OAB quer fim da morte de animais em rituais. Umbandista acusa evangélicos

Tradição tem que ser na África, não no Brasil.” Com esta frase, o presidente da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB-RJ, Reynaldo Velloso, sustentou que o combate ao sacrifício de animais em rituais religiosos será uma das bandeiras do grupo no próximo ano. A revelação foi feita em seu discurso na XXII Conferência Nacional dos Advogados. Representantes do candomblé alegam perseguição religiosa.

À frente da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, o babalorixá Ivanir dos Santos reagiu. “Isso é perseguição de grupos evangélicos, e ele está querendo usar isso como forma de se notabilizar”, afirmou. Segundo Ivanir, a prática do sacrifício é mal interpretada. “Os animais têm que ser defendidos, mas as pessoas têm que entender os limites da nossa tradição da sacralização do alimento.” O religioso garantiu que outras ações jurídicas já feitas em combate à pratica foram consideradas inconstitucionais e não teme a proibição.

Para Velloso, o sacrifício é praticado por religiões com “pouca representação” na sociedade brasileira. “Só o candomblé e mais religiões de poucos adeptos cometem essa prática. Tem que prevalecer a vontade da maioria. Onde já se viu matar um ser indefeso para uma entidade evoluir?”, questionou. “Isso só existe na cabeça das pessoas”. Para ele, que diz não ser evangélico, a prática estaria em desacordo com a Constituição. “A religião tem que ter um limite. Há leis que proíbem maus tratos aos animais”, afirmou.

“A religiosidade tem que se submeter a todas as regras da vida. Você não tem direito de matar um marginal se ele invadir sua casa.” Ainda segundo ele, haverá reuniões com representantes da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB-RJ para que cheguem a um entendimento.

Sem técnica correta

Para a veterinária Andrea Lambert, da Associação Nacional de Implementação dos Direitos dos Animais, a prática deve ser combatida. “O animal é morto por pessoas que não conhecem a técnica correta para fazer um abate humanitário. Liberdade religiosa não é praticar um crime. Se fosse assim, poderiam matar até um ser humano com esse mesmo argumento.” (Reportagem de Lucas Gayoso – O Dia)

Passadas as eleições, Silas Malafaia quer interlocutor do PT com evangélicos?

silas malafaia 620_315 Antes das eleições Silas Malafaia disse que estava sendo perseguido “como nunca por esse governo corrupto”

É um ensaio para uma possível aproximação?

Nem mesmo iniciou-se o novo governo e o pastor Silas Malafaia já se antecipou? Ele teria mandado o recém eleito deputado federal Sóstenes Cavalcante fazer uma visita a Gilberto Carvalho, Secretário Geral da Presidência da República, segundo o Radar On Line da Veja.

O encontro entre Sóstenes e o petista Gilberto Carvalho teria ocorrido na quarte-feira (08/out). Na reunião o emissário de Malafaia teria sugerido que Benedita da Silva (PT) seja a interlocutora entre o governo do PT e os evangélicos.

COMENTÁRIO: Por tudo que aconteceu, não há muito o que comentar. Todos já sabem a relação entre o pastor Malafaia e o PT (pelo menos na retórica). Abaixo alguns escritos de Silas Malafaia em seu Twitter antes e depois das eleições: malafaia   malafaia twitter     malafaia twitterPossivelmente, já precavendo-se das enxurradas de críticas, Malafaia escreveu hoje em seu Twitter: Malafaia Twitter Bem, antes mesmo de ser reeleita Dilma Roussef continuava sendo Presidente do Brasil. Então deve-se orar por ela agora por estar revestida de autoridade? Mas somente agora?  E antes?

Oremos pelo pastor Silas Malafaia!

Quem é Benedita da Silva?

Aquela que exatamente um ano atrás, ao referir-se a José Dirceu, Delúbio Soares e José Genoino, tratou-os como “heróis” e “guerreiros,” injustiçados e vítimas da direita e da grande imprensa. Vejamos o que escreveu em seu Blog o ativista pró-família Julio Severo sobre Bendita da Silva e o aborto:

“Em 1992, numa comissão da Câmara dos Deputados sobre aborto, acompanhei o então presidente da CNBB. Ele foi tratado de forma muito desrespeitosa. Ele estava defendendo a vida e os outros, inclusive a comunista Jandira Feghali, defendiam o aborto aos gritos, palavrões e vulgaridades.

A então deputada evangélica Benedita da Silva estava lá, do lado dos abortistas. E eu, um evangélico, estava com o presidente da CNBB e um líder pró-vida católico. Estávamos em total minoria. Depois da reunião, cobrei da Benedita. Eu disse a ela pessoalmente: “Como você tem coragem de se aliar a indivíduos sem o Espírito Santo que apoiam o aborto?”

Ela me respondeu: “Não diga uma coisa dessas. Todos têm o Espírito Santo.”

Benedita da Silva na cerimônia de  assinatura do Decreto que sanciona a lei da  Parceria Civil que concede o Direito Previdenciário a Homossexuais

Benedita da Silva (à direita) na cerimônia de assinatura do Decreto que sanciona a lei da parceria civil que concede o Direito Previdenciário a Homossexuais

 

Casal cristão é agredido até a morte no Paquistão por supostamente ofender Alcorão

morte cristao paquistao

COMENTÁRIO:

Os cristãos pertencem ao grupo religioso mais perseguido em todo o planeta. 

Casos assim mostram que qualquer pessoa, por motivos diversos, podem inventar que um cristão falou mal do Alcorão, e logo uma multidão de pessoas ficarão enfurecidas, agindo da forma animalesca, como foi este caso.

Casal cristão é agredido até a morte no Paquistão por supostamente ofender Alcorão

Um casal cristão foi espancado até a morte no Paquistão por uma multidão por supostamente profanar o Alcorão, de acordo com os primeiros relatos da polícia local.

Os dois foram mortos por uma multidão na cidade de Kot Radha Kishan, na província de Punjab do Leste, e seus corpos foram queimados em um forno de tijolo, onde ambos trabalhavam.

O casal, identificado como Shahbaz Maseeh, 26 anos, e sua esposa Shama Bibi, de 24. De acordo com a emissora de TV americana NBC, cerca de 35 pessoas teriam participado do linxamento.

Um oficial de segurança disse a polícia local que tentou salvar a dupla, mas ele ficou claramente em em desvantagem diante de uma multidão enfurecida. Shahbaz Sharif, alto funcionário da província, ordenou uma investigação sobre o episódio.

Esse é ataque o mais recente alvo minorias no Paquistão por blasfêmia. Sob as leis locais, qualquer pessoa acusada de insultar o Islã ou o profeta Maomé pode ser condenada à morte. No entanto, cidadãos comuns se tornam vigilandes das leis por conta própria, mesmo quando as acusações não são comprovadas. (Fonte: O Globo )

“Não me arrependo de nada”, disse Thalles Roberto sobre seu passado

COMENTÁRIO:

Em Lucas 9. 23 está escrito o que disse Jesus: “E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me”.

Precisamos orar pela vida do cantor Thalles Roberto.

“Não me arrependo de nada”, disse Thalles Roberto sobre seu passado

Cantor Thalles Roberto

Cantor Thalles Roberto

Thalles Roberto surgiu como cantor gospel. Mas restringir o trabalho do artista a um nicho seria injusto. Embora algumas de suas letras tenham temática religiosas, o som de Thalles não é só gospel e bebe em fontes como funk, rock e o soul brasileiro da década de 70, como pode ser conferido em seu mais recente CD, IDE.

— Sou evangélico, levo trechos da bíblia para minhas letras, mas não concordo em ser chamado de cantor religioso. Minha música não é restrita para um público apenas. Quero atingir o maior número de pessoas possível.

Com essa ideologia, Thalles tem obtido sucesso no exterior. Nos últimos anos, ele deixou de ser conhecido apenas por aqui, para ganhar destaque também na américa latina e nos Estados Unidos. Essa exposição garantiu ao cantor um contrato com a Motown, clássico selo de música negra americana que revelou gente como Marvin Gaye, Stevie Wonder e Michael Jackson. O feito é relevante, já que ele é o primeiro músico brasileiro a conseguir essa façanha.

— Vou lançar primeiro um EP e depois um disco com músicas em espanhol e inglês por esse selo. Ao ser contratado pela Motown, vi reconhecido meu esforço em resgatar a sonoridade soul e funk.

Nessa nova fase, Thalles pretende variar cada vez mais os espaços em que se apresenta. A fase de tocar apenas em igrejas e espaços religiosos ficou para trás. O cantor é requisitado para feiras agropecuárias, aniversários de cidades e shows em casas noturnas voltadas ao público secular.

— Minha mensagem é pensada para ajudar todos [quem está na igreja, no terreiro ou embaixo da ponte]. Se a pessoa quer melhorar, é com ela que estou falando. Canto a palavra de um Deus que é de todos, não só dos evangélicos. Deus não tem dono.

Nesses espaços não religiosos, Thalles precisa presenciar fãs consumindo bebidas ou fumando. Ex-viciado em drogas e alcool, o cantor diz que não se incomoda com a situação e que o desafio dele é fazer com que as pessoas mudem de postura ao aceitar suas letras e testemunhos.

— Sempre fui muito claro sobre minha relação com as drogas. Nunca escondi nada. Já contei em livro como cheguei ao fundo do poço. Mas não me arrependo de nada e nem julgo as pessoas. Minha música é feita para ajudar quem quer se libertar dos vícios e do mal. Cada um que interprete e utilize a mensagem como quiser. (Fonte: R7)

Ebola é castigo para punir praticantes do homossexualismo, dizem religiosos na Liberia

ebolaLíderes religiosos da Libéria – país onde surgiu a epidemia do ebola – estão dizendo que a doença é um castigo divino para punir os homossexuais.

“Ele [religiosos] têm pedido até a pena de morte. Estamos vivendo com medo”, disse o ativista arco-íris Leroy Ponpon à Agência Reuters.

“Durante o dia, nós nos movemos com óculos escuros e disfarces. O problema é à noite, em que não é seguro em Monróvia [capital do país], no escuro, e também, se você violar o toque de recolher do ebola, é punível com pena de prisão”, contou Ponpon.

Em agosto, o Conselho das Igrejas – que reúne mais de 100 líderes cristãos – declarou que “Deus está irado com a Libéria e que o ebola é uma praga. Liberianos têm que orar e buscar o perdão de Deus por causa de corrupção e atos imorais atos (como homossexualismo etc.) que continuam a penetrar em nossa sociedade. Como cristãos, devemos nos arrepender e buscar o perdão de Deus”. (Com informações de Reuters)

Estado Islâmico decreta que cristãos são seus maiores inimigos

Cristão morto crucificado pelos terroristas do Estado Islâmico
Cristão morto crucificado pelos terroristas do Estado Islâmico

Cristão morto crucificado pelos terroristas do Estado Islâmico

A revista eletrônica Dabiq, publicada pelo Estado Islâmico (EI) para recrutar combatentes de todo o mundo, chega à sua quarta edição. Publicada em vários idiomas, vem se mostrando uma ferramenta útil para atrair ao conflito mais de 12 mil voluntários muçulmanos, de 74 nacionalidades diferentes. Não por acaso, a última de suas 12 páginas traz uma convocação aos simpatizantes de sua causa no mundo todo, para atacar os ocidentais “onde quer que eles possam ser encontrados”.

Na capa, os terroristas afirmam que os ataques da coalizão liderada pelos Estados Unidos são uma “cruzada falida” e que os muçulmanos acabarão vencendo. A imagem é de a bandeira negra do Estado Islâmico “implantada” (via Photoshop) no Vaticano.

No artigo “O regresso da escravidão antes da hora”, além de confirmar a escravização de milhares de mulheres e crianças yazidis, justifica essa atitude em relação à minoria curda, afirmando: “foram divididos entre os combatentes do Estado Islâmico conforme a sharia”.

Ao falar sobre a sua “vitória final”, os jihadistas dão um alerta aos “romanos”, termo genérico usado por eles para denominar a Civilização Ocidental. Explicam que sabem que chegarão a uma trégua quando se defrontarem com um inimigo comum, mas que o Ocidente romperá o acordo, assassinando um muçulmano.

Esse fato iniciará uma batalha, quando surgirá o Messias Islâmico (mahdi), e conquistarão de vez Constantinopla e Roma.

Desde que anunciou a soberania de seu califado, conquistando territórios no Iraque e na Síria, resgatou o conceito de uma guerra religiosa nos moldes dos embates medievais entre muçulmanos e cristãos. Ao escolherem Roma como símbolo do cristianismo mundial, deixam claro que este é seu inimigo número um.

A reportagem principal fala sobre o conflito final, mas trás o alerta: “Se não chegarmos a esse tempo, então nossos filhos e netos irão alcançá-lo, e eles vão vender seus filhos como escravos no mercado de escravos.”

De acordo com algumas tradições islâmicas, o profeta islâmico Maomé previu a ocupação de Istambul, Jerusalém e Roma. A teologia muçulmana xiita afirma que grandes guerras devem ocorrer na Terra, durante as quais um terço da população mundial irá morrer em combate e outro terço por causa da fome e da violência.

Israel deve ser destruído para que então o 12 º imã, chamado de Mahdi, apareça para matar todos os infiéis, levantando a bandeira do Islã em todos os cantos do mundo. Essa narrativa ecoa o conflito narrado no Livro de Apocalipse, mostrando como Cristo derrotará o Anticristo e seus exércitos.

Desde seu surgimento (ainda com o nome de ISIS) o exército jihadista executou milhares de cristãos no Iraque e na Síria. Muitos deles foram crucificados ou decapitados. “Em todo o Oriente Médio, nos últimos 10 anos, em média 100 mil cristãos foram assassinados a cada ano. Ou seja, a cada cinco minutos um cristão é assassinado por causa de sua fé”.

Esse foi o argumento chocante apresentado pelo líder cristão Gabriel Nadaf ao Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, em setembro.

Estima-se que 12 milhões de cristãos viviam no Oriente Médio. A ascensão do Estado Islâmico nos últimos três anos gerou uma nova onda de perseguição contra a comunidade cristã em diferentes países, incluindo Egito, Iraque, Líbia, Irã e Síria. Também teve reflexos na África, onde grupos jiadistas também declararam seus califados e intensificaram os ataques contra cristãos.

Com informações WND/Gospel Prime

Instituto Gerp: Crivella tem 55% dos votos válidos e Pezão, 45%

pesquisaO Instituto Gerp divulgou nesta sexta-feira (17) uma nova pesquisa de intenções de voto para o segundo turno do governo do Estado do Rio de Janeiro.

Marcelo Crivella (PRB) aparece com 55% dos votos válidos, que excluem nulos e brancos e eleitores indecisos, e Luiz Fernando Pezão (PMDB) tem 45%.

Os eleitores também foram convidados a responder em quem eles não votariam de jeito nenhum. Pezão tem 31% de rejeição e Crivella, 21%.

A pesquisa foi realizada entre 13 e 16 de outubro com 1.300 eleitores. A margem de erro é de 2,77% para mais ou para menos. O registro foi feito no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) com o número RJ 00071/2014. (Fonte: R7)

“Marqueteiro do Pezão é um idiota”, disse Silas Malafaia, após onda de ataques à IURD

Pastor Silas MalafaiaSilas Malafaia, que o PMDB dava como certo no apoio a Pezão no segundo turno, ficou revoltado com a campanha feita pela coordenação da campanha do candidato do PMDB, Pezão, contra a Igreja Universal e bispo Edir Macedo. Mandou na lata para quem quisesse ouvir que “o marqueteiro do Pezão é um idiota”.

No embate com Crivella a campanha de Pezão não tem medido esforços para mirar a Igreja Universal.

(Com informações do Radar On Line da Revista Veja).

Pezão intensifica ataques à IURD e ‘CONVOCA ‘ outros líderes evangélicos ao horário eleitoral. Eis o primeiro …

O horário eleitoral do candidato do PMDB tem focado críticas à Igreja Universal, mas Pezão esteve na inauguração do Templo de Salomão a convite do bispo Macedo

A ‘guerra santa’ desencadeada pelo candidato Pezão ao governo do Rio de ataques VORAZES contra a Igreja Universal, tem novo capítulo.

Pezão tem criticado sistematicamente Crivella por ser próximo do bispo Macedo.

Todavia, a coordenação da campanha de Pezão, sem escrúpulos algum resolveu se aproximar de alguns líderes evangélicos e CONVOCÁ-LOS para a  campanha, na tentativa de mostrar que não estão contra todos os evangélicos.

Mesmo que tais líderes apoiem Pezão, a participação deles nesse momento não soa bem para a própria imagem deles, pois está nítido que isso é ‘guerra santa’  dissimulada contra Crivella e a IURD, e seria bom que eles ficassem foram dessa guerra suja desencadeada pelo PMDB.

Lastimável.

Abaixo o exposto na FanPage do candidato Pezão.

valdemiro

Pezão que tanto critica a IURD e bispo Macedo esteve presente na inauguração do Templo de Salomão

Pezão que tanto critica a IURD e bispo Macedo esteve presente na inauguração do Templo de Salomão

Silas Malafaia se manifesta sobre ataques a igrejas em horário eleitoral

silas malafaia 620_315

Na tentativa de tentar alavancar a candidatura de Luiz Fernando Pezão (PMDB) ao governo do Rio no segundo turno, a coordenação da campanha praticamente abandonou o debate e partiu com força total contra o senador Marcelo Crivella (PRB), usando umas das armas mais nefastas que é o preconceito religioso.

A campanha do PMDB tem usado o horário eleitoral, não para apresentar propostas para os GRAVES PROBLEMAS que afetam o Rio de Janeiro, mas insistido em acusações contra a Igreja Universal.

Os ataques tem sido constantes. E isto tem levado a algumas reações. Cita-se, por exemplo, as palavras do pastor Silas Malafaia que mesmo sem referir-se diretamente à questão, escreveu em seu Twitter:

“Não concordo em hipótese alguma q igreja seja ridicularizada em programa eleitoral, sempre falo dos lideres, nunca da igreja”.

Lastimável o jogo sujo com ar de ‘guerra santa’ que os responsáveis pela campanha de Pezão tem feito no Rio de Janeiro.

Enquanto colocam a Igreja Universal como epicentro do debate, problemas gravíssimos que assolam o Rio são deixados à margem do debate. Talvez esse na verdade o real intento da coordenação, visto que Pezão não tem mais nada a apresentar ao povo do Rio, pois foi vice-governador de Sérgio Cabral e teve grande participação no fiasco que Cabral foi para o RJ.

Pezão que tanto critica a IURD e bispo Macedo esteve presente na inauguração do Templo de Salomão

Pezão que tanto critica a IURD e bispo Macedo esteve presente na inauguração do Templo de Salomão

PT lamenta elevado número de religiosos eleitos em 2014

acorda-brasilCOMENTÁRIO de Paulo Teixeira (RJ):

Percebendo que o país estava dando uma guinada para a anarquia esquerdista, a sociedade acordou, ainda em tempo, e preferiu mandar para Brasília, a partir de 2015,  aqueles que são contrários a toda sorte de destruição moral que querem impor ao Brasil, sob o manto do tal ‘direitos humanos’.

Militares, evangélicos e católicos, além de outros parlamentares com inclinação centro-direita foram vitoriosos nessa eleição e muitos defensores do lixo moral não foram reeleitos.

PT lamenta elevado número de religiosos eleitos em 2014

A opinião pública define como Conservador no país aquela pessoa que entre outras coisas defende a família tradicional, a propriedade privada e meritocracia, por exemplo. Segundo levantamento do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) o brasileiro elegeu a bancada mais Conservadora das últimas cinco décadas.

A decisão soberana dos brasileiros foi criticada pelo Partido dos Trabalhadores em notícia publicada no site da instituição com o título irônico “Novo Congresso será Jurassic Park ideológico”. “No domingo passado, emergiu um Parlamento repleto de religiosos, ruralistas e militares de extrema-direita como há muito não se via no Brasil”, diz um trecho do texto.

Ainda de acordo com a matéria do site institucional do PT a escolha destes parlamentares é ” reflexo do clima geral de desqualificação da política”. Mais adiante o texto aponta o medo petista: “o novo quadro dificultará o debate sobre pautas como a união homoafetiva, a legalização do aborto e a descriminalização da maconha para fins medicinais e de consumo recreativo”.

O site ressalta uma esperança colocada na boca do responsável pelo Diap, a eleição de Dilma de Roussef. “Se a Dilma for eleita, essas pautas terão mais condições de resistir, porque Aécio não tem uma postura clara em relação a elas”, avalia.

Para o vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM),o deputado federal Nilmário Miranda (PT-MG), o resultado do primeiro turno aponta para o “apodrecimento” dos sistema político brasileiro.

A matéria chega a citar o nome de dois parlamentares eleitores que representaria nesta ótica o retrocesso: Jair Bolsonaro e Marco Feliciano. ” O primeiro é defensor da ditadura, da tortura, da pena de morte, da redução da maioridade penal e contrário ao casamento homoafetivo. Feliciano também é contra a união entre pessoas do mesmo sexo e chegou a ser denunciado por declarações racistas feitas pelo Twitter”, esbraveja o autor do texto.

Fonte: Nova Guia.Org

Deputado Eduardo Cunha não deve ser indenizado por ter sido apontado como mensaleiro

eduardo cunhaO fato de duas pessoas terem dito, em conversa gravada, que o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) (foto) receberia R$ 100 mil mensais para apoiar o governo não gera, por si só, danos morais ao deputado. O que teria gerado problemas a Cunha, segundo o ministro Raul Araújo, do Superior Tribunal de Justiça, foi a divulgação do diálogo, mas não é possível identificar quem “vazou” a gravação.

A conversa com o empresário Alcyr Duarte foi gravada por Durval Barbosa, ex-secretário do governo do Distrito Federal, e amplamente divulgada pela imprensa. No diálogo, os dois apontaram o deputado como envolvido no esquema de corrupção conhecido como mensalão do DEM, investigado pela operação caixa de pandora, da Polícia Federal.

Por entender que não há nexo de causalidade entre a conversa e o dano, o ministro manteve decisão que negou pedido de indenização feito por Cunha contra Barbosa e Duarte.

No pedido de indenização, o deputado afirmou que foi citado injustamente e que a ampla divulgação do conteúdo da conversa pela mídia nacional afetou sua vida pública e seus direitos de personalidade. Pediu a condenação dos réus ao pagamento de R$ 50 mil.

A sentença de primeira instância não acolheu o pedido. Segundo o juízo, o vazamento do conteúdo dos vídeos ocorreu depois que as imagens foram repassadas às autoridades, e não haveria nenhuma prova de que os réus tivessem sido os responsáveis pela divulgação à imprensa.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal, ao julgar a apelação, manteve a sentença. Para o TJ-DF, não há nexo de causalidade entre os atos praticados pelos réus e a lesão alegada por Eduardo Cunha, decorrente da divulgação pública do teor da conversa.

Liame objetivo
Em sua decisão, o ministro Raul Araújo destacou que, segundo a análise das provas feita pelas instâncias ordinárias, Durval Barbosa e Alcyr Duarte não foram os responsáveis pela divulgação pública do vídeo.

“O nexo de causalidade é o liame objetivo entre o ato praticado e o dano causado, e o fato ‘gravação e entrega às autoridades policiais’ não é o fato gerador do dano moral alegado, e sim ‘a divulgação do conteúdo da gravação na mídia’. Esse fato, como asseverou o tribunal local, não foi causado por nenhum dos réus”, afirmou o ministro. Dessa forma, Raul Araújo negou seguimento ao recurso especial de Eduardo Cunha, mantendo a decisão do TJ-DF.

Outras ações
Esta não é a primeira vez que o deputado tem um pedido de indenização negado após afirmar que foi difamado. Em 2013, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região negou calúnia e difamação por parte do jornalista Ricardo Noblat em comentários feitos em seu blog. A decisão foi mantida pelo STJ que não conheceu do recurso ajuizado pelo deputado.

Eduardo Cunha ofereceu queixa-crime contra o jornalista porque o texto publicado, segundo ele, o teria acusado de  chantagear o governo em troca de indicações para cargos públicos. Para o TRF-1, as palavras utilizadas por Noblat, ainda que duras, não configuram pretexto para a sanção penal.

Também em 2013, a 1ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal negou recurso do deputado em ação contra o jornalista Jorge Bastos Moreno e ao jornal O Globo. O deputado alegou ser alvo de constantes agressões do jornalista Jorge Moreno, responsável pela coluna diária “Nhenhenhém”. Porém, para o TJ-DF, o jornalista apenas exerceu seu direito de informar.

“Toda pessoa que tem vida pública ou exerce função pública está se expondo a diversas formas de críticas e insinuações, contudo, não se pode alegar que todas as críticas ou insinuações causem dano moral, atingindo o âmbito psíquico do ofendido, sofrendo violação em sua tranquilidade e subtração de sua paz de espírito”, concluiu o TJ-DF.

O deputado também teve sua ação julgada improcedente contra os jornalistasRodrigo Rangel e Leandro Loyola, em 2012. O parlamentar propôs a queixa-crime alegando que sua honra foi ofendida em uma reportagem publicada na revista Época em fevereiro de 2009, intitulada Eduardo Cunha revela seu poder sobre os deputados. Na ocasião, a 1ª Vara Criminal do Foro Regional de Pinheiros (SP) entendeu que não houve indícios dos crimes.

A Justiça também julgou improcedente as ações do deputado contra jornalistas da revista Época em 2002, e contra jornalistas do jornal O Globoem 2012. Em ambos os casos prevaleceu o entendimento de que não houve a intenção de ofender o parlamentar. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ e Conju.

Eleições 2014 (RJ) – 2º Turno: pesquisa mostra Crivella 10 pontos à frente de Pezão

 

Crivella, responsável pela implantação do Projeto, há 14 anos

Senador Crivella, candidato ao governo do Rio

Em pesquisa do Instituto GERP de intenção de voto para o Governo do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB) aparece com 55% dos votos válidos contra 45% de Luiz Fernando Pezão (PMDB). 

Ainda de acordo com a pesquisa, Pezão tem a maior rejeição, 30%, contra 19% de Crivella.

pesquisa

COMENTÁRIO: O povo do Rio está cansado da turma do Pezão/Cabral e do PMDB. Pezão é uma continuidade deles.

Uma das promessas não cumpridas da dupla Cabral/Pezão foi de que até 2014 levariam as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) a todas as comunidades do Rio, como também o processo de despoluição da baía de Guanabara. 

Hoje que se vê é o crime organizado que se espalhou por todo estado, fruto de uma política mal feita em relação às UPPs.

 

 

Pezão e Cabral querem continuar no comando do governo do Rio de Janeiro

Pezão e Cabral querem continuar no comando do governo do Rio de Janeiro

Onde está Kim Jong-un?

Kim Jon-un, ditador da Coreia do Norte

Kim Jon-un, ditador da Coreia do Norte

O ditador da Coreia do Norte Kim Jong-un anda sumido do público faz cerca de 1 mês.

Analistas dizem que ele poderá estar com sérios problemas de saúde ocasionados por sua obesidade mórbida, além de ser um fumante inveterado.

Outros sugerem que ele possa ter sido derrubado do poder por líderes militares próximos a ele.

Vamos acompanhar.

A Coreia do Norte – país que o Brasil mantem relações diplomáticas – é um dos poucos países que tem “Campos de Concentração”, como os campos nazistas. Estima-se que mais de 70.000 norte-coreanos estejam nesses campos de trabalho forçado, dentre eles os opositores ao regime e cristãos.

Estado Islâmico planeja invadir Israel e tomar Jerusalém

estado islamicoExistem vários indícios que o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) está prestes a invadir Israel. Assim que o antigo ISIS declarou a instauração de um Califado, afirmou que entre seus planos estava tomar conta do território onde fica o Estado judeu e tomar Jerusalém, terceira cidade sagrada mais importante para o islamismo.

Esta semana, o EI emitiu um comunicado reivindicando a explosão de uma bomba no Centro Cultural Francês, na cidade de Gaza. O Hamas, por sua vez, afirmou que a explosão foi um acidente.

Apesar da violência da explosão, com um artefato explosivo de 200 quilos, não houve vítimas. Ainda assim, trata-se de um sinal claro de que os dois grupos não estão operando em conjunto. O primeiro ministro Benjamin Netanyahu comparou, semana passada, o Hamas com o “Estado Islâmico” e foi criticado por isso.

O jornal israelense Yedioth Aaronot afirma que o incidente é a “estreia operacional do grupo Estado Islâmico na Faixa de Gaza”. A nota que chegou aos jornais afirma que o objetivo era “sabotar o centro para a imoralidade e a heresia conhecido como Centro Cultural Francês”.

Em julho, quando o Hamas, que domina a Faixa de Gaza desde 2005, lançava foguetes contra Israel, surgiram vídeos no Youtube mostrando que existia uma ligação entre eles.

Na mesma época, soldados do Estado Islâmico foram vistos no Líbano, mais especificamente nas Colinas de Golã, região que já foi parte do território de Israel. Anan Abbas, vice-comandante da Brigada Golã, disse ao Canal 10 de Israel que “todos na região sabem que a intenção do EI é invadir Israel”.

O número mais recente da revista digital Dabiq, publicada pelo EI, afirma:

“As ações [do Estado islâmico] falam mais alto que suas palavras. É só uma questão de tempo e paciência antes de atingirmos a Palestina para combater os judeus bárbaros e matá-los.” O nome da revista é o mesmo da cidade, segundo a tradição islâmica, que os muçulmanos e os exércitos ocidentais irão se enfrentar antes do final do mundo.

A contracapa da publicação traz o aviso: “Você vai invadir a Península Arábica e Deus vai permitir que você a conquiste. Então irá invadir a Pérsia [atual Irã], e Deus vai permitir que você a conquiste. Você, então, vai invadir Roma e Deus vai permitir que você a conquiste. Então você vai lutar contra o Dajjal [Anti-Cristo] na Palestina [Israel], e Deus vai permitir que você o conquiste”.

O ataque aos combatentes do EI na Síria e no Iraque desde 8 de agosto representam uma nova fase da guerra dos Estados Unidos contra os terroristas. Contando com o apoio do que chama de coalizão, o governo Obama já se prepara para um aumento da violência na região.

O ministro da Defesa de Israel, Moshe Yaalon, afirmou que o país pretende reagir com força contra qualquer ameaça e que os soldados do EI não passavam de 10 mil, contudo vêm crescendo rapidamente com a chegada de voluntários de diversos países.

A inteligência israelense acredita que, na fuga dos ataques da coalizão, os guerrilheiros podem querer conquistar novos territórios, inclusive em Israel. O EI alega que tem acesso a armas nucleares e vontade de usá-las para “libertar” a Palestina de Israel como parte de sua “Primavera Islâmica”, segundo noticiou meses atrás o site WNDCom informações de Christian Post e Ynet News, via Gospel Prime

Menina de 12 anos casará com um homem de 37 na Noruega. Um alerta para o mundo inteiro

casamento criançaEla tem 12 anos e vai se casar. Os convidados não são bonecas e o bolo não é de plástico. O mais importante: o noivo não é um príncipe de conto de fadas ou o galã da novela, mas um homem. Um homem de 37 anosThea, nascida e criada na Noruega, vai subir no altar no dia 11 de outubro, Dia Internacional da Menina, deixando para trás toda uma infância e adolescência que ainda estavam por acontecer e sonhos que jamais virão.

A história deixou a mídia e a população norueguesa em polvorosa. Que direito tem um homem de se casar com uma menina? A experiência do casamento, da escolha do vestido e bolos para a festa à lingerie da noite de núpcias estava sendo tratada em seu blog, que chegou a ser um dos sites mais acessados do país! A situação toda, no fim das contas, é uma ação da ONG Girls Not Brides (“Meninas, não noivas”, em português) para conscientizar a sociedade sobre todos os casamentos feitos com crianças menores de idade em todo o mundo.

A cada dois segundos, uma menina menor de 18 anos é casada com pouco ou nenhum poder de decisão sobre isso. O casamento infantil impede o crescimento dessas meninas e mantém suas comunidades pobres“, explica a ONG. Estima-se que 39 mil meninas precisem se submeter ao casamento com homens mais velhos todos os dias. Mais do que religião, a prática diz respeito a tradições que precisam mudar, como forma de garantir a essas crianças saúde, proteção e educação. (Fonte: Hypeness)

Acesse o Blog pessoal de menina e veja as fotos:

-A menina e o noivo

-Preparativos do vestido de noiva

-Convite de casamento

Defensor do ‘casamento’ gay, Romário foi eleito para o Senado com 60% dos votos do eleitorado do Rio

romc3a1rio1Em entrevista, o deputado federal e ex-jogador de futebol Romário (PSB-RJ) – que venceu as eleições para o Senado no Rio de Janeiro, afirmou ser totalmente favorável ao ‘casamento’ entre pessoas do mesmo sexo.

A fala veio após elogiar a postura de outro deputado, o ex-BBB Jean Wyllys (PSOL-RJ), declaradamente homossexual e militante dos direitos desta parcela da população, quando comentava a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que legaizaria o ‘casamento’ gay de autoria do colega.

“O Jean é um cara muito inteligente (…) sou a favor da felicidade. Se as pessoas se casam e são felizes, independente do sexo, é o que vale”, completou o baixinho. 

“Cada um dá o que é seu e f…-se os outros”, explicou o ex-jogador.

(Com informações de UOL e BOL). Leia também:  Namorei Romário durante um ano”, revela tranvesti Thalita Zampirolli

BRASIL: Travesti poderá ter nome feminino, mas continuar com corpo masculino

COMENTÁRIO de PAULO TEIXEIRA (RJ):

PAULO TEIXEIRA, editor e comentarista do Holofote

PAULO TEIXEIRA, editor e comentarista do Holofote

Se um travesti ‘sente’ que ele é mulher e o estado brasileiro corroborar com seu desejo, autorizando, assim,  a mudança de seu nome nos documentos identificatórios, deverá ter atitude isonômica quando João, por exemplo, sentir em seu íntimo que na verdade o seu nome deveria ser Joaquim. Ou será que o estado brasileiro vai criar uma casta de cidadãos superiores e privilegiados, em relação aos demais?

Imagine se um homem teve seu nome mudado para um feminino e num futuro decide abandonar a vida homossexual e viver como um homem. Terá que mover uma ação judicial para rever seu antigo nome? E se a ação demorar?  

Faz-se necessário o aumento de parlamentares cristãos no Congresso Nacional para impedir com veemência que ações assim sejam levadas adiante e não sejam criadas situações estranhas. 

(STF) Alteração do registro civil sem mudança de sexo será analisada pelo STF

Brasil GayO Plenário Virtual do Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu, por maioria, repercussão geral no tema do Recurso Extraordinário (RE 670422) que discute a possibilidade de alteração de gênero no assento de registro civil de transexual, mesmo sem a realização de procedimento cirúrgico de redesignação de sexo. O mérito da matéria será analisado futuramente pelo Plenário da Corte, e a decisão atingirá vários recursos envolvendo o tema.

No RE, interposto contra acórdão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), a parte recorrente sustenta violação aos artigos 1º, inciso IV, 3º, 5º, inciso X e 6º, caput, da Constituição Federal, e salienta existir repercussão geral tendo em vista a discussão quanto à necessidade de realização de cirurgia de modificação do fenótipo feminino para o masculino como condição para a alteração do assentamento do sexo no registro civil.

Também afirma que a deliberação do Supremo repercutirá não apenas em sua esfera jurídica, mas na de todos os transexuais que buscam adequar sua identidade de sexo à sua identidade de gênero, mesmo sem a realização de todos os procedimentos cirúrgicos de redesignação. Por fim, aduz que “o que se busca é um precedente histórico de enorme significado e repercussão, não só jurídica, mas também de inegável repercussão social”.

Conforme o parecer do Ministério Público Federal (MPF), embora tenha sido julgado procedente em parte a ação para a alteração do nome da parte autora, o juiz de primeiro grau entendeu ser essencial a realização de cirurgia de redesignação sexual para o deferimento da alteração do assentamento civil relativo ao sexo. O TJ-RS manteve a sentença e ponderou que, mesmo com os avanços da cirurgia, transexuais ainda não são capazes de adquirir todas as características do sexo oposto, “sendo, pois, o caso de averbar no registro de nascimento da parte recorrente sua condição de transexual”.

O ministro Dias Toffoli, relator do recurso, observou que os temas em discussão se referem à necessidade ou não de cirurgia de transgenitalização para alteração nos assentos do registro civil, ao conteúdo jurídico do direito à autodeterminação sexual e à possibilidade jurídica ou não de se utilizar o termo transexual no registro civil. Segundo ele, essas matérias apresentam natureza constitucional, uma vez que expõe os limites da convivência entre os direitos fundamentais como os da personalidade, da dignidade da pessoa humana, da intimidade, da saúde, além dos princípios da publicidade e da veracidade dos registros públicos. Assim, o relator manifestou-se pela existência de repercussão geral da matéria. Para ele, tais questões “apresentam nítida densidade constitucional e extrapolam os interesses subjetivos das partes, pois, além de alcançarem todo o universo das pessoas que buscam adequar sua identidade de sexo à sua identidade de gênero, também repercutem no seio de toda a sociedade, revelando-se de inegável relevância jurídica e social”. Sua manifestação foi seguida por maioria.

O médico Drauzio Varella critica pastores que se opõem ao casamento gay: “Procure um psiquiatra, você não tá legal”

COMENTÁRIO de PAULO TEIXEIRA (RJ):

PAULO TEIXEIRA, editor e comentarista do Holofote

PAULO TEIXEIRA, editor e comentarista do Holofote

O médico deveria ter respeito com aqueles que discordam com a prática do homossexualismo. O médico precisa ser mais educado.

É isso que dá … quando alguém deixa a ciência de lado e passa a agir como ativista.

Esse senhor precisa aprender as regras da boa convivência. Precisa conviver com divergências de opiniões.

O ‘sábio’ doutor ainda caiu na besteira de insinuar que o ato é um desejo humano “incontrolável”. 

Imagine se a sociedade tivesse que conviver com múltiplos desejos humanos incontroláveis. Onde chegaríamos … 

Quanta ‘sabedoria’ de Varella! 

O médico Drauzio Varella critica pastores que se opõem ao casamento gay: “Procure um psiquiatra, você não tá legal”  

O médico Drauzio Varella publicou recentemente um vídeo no qual critica a postura de pastores evangélicos que são contra o casamento gay, e que classificam a homossexualidade como um pecado contra Deus.

Drauzio-VarellaNo vídeo, publicado em seu canal no YouTube, o médico afirmou que a “homossexualidade é uma ilha cercada por ignorância por todos os lados”, e questionou qual diferença faria na vida dos pastores o fato de as pessoas ao seu redor terem atração por pessoas do mesmo sexo.

- A homossexualidade é uma ilha cercada de ignorância por todos os lados. Qual é a ideia que as pessoas que se opõe à homossexualidade fazem dela? De que mulheres e homens, num dado momento da vida pensam assim: ‘Ah, eu sou heterossexual, mas como eu sou sem vergonha eu vou então abraçar a homossexualidade’ – afirmou o médico, que classificou tal linha de pensamento como “uma estupidez”.

- Ninguém decide a própria sexualidade. Você é heterossexual? Quando é que você decidiu ser heterossexual? – questionou Varella, afirmando que a sexualidade se impõe à pessoa.

Drauzio Varella afirmou ainda que aqueles que veem a homossexualidade como uma “aberração da natureza” o dizem por ignorância, e afirma que tal comportamento não é exclusivo dos seres humanos, tendo sido documentada em praticamente todos os animais vertebrados.

- A homossexualidade é um tipo de comportamento sexual tão respeitável quanto a heterossexualidade. Discriminar os homossexuais por causa do próprio comportamento, por causa do tipo de desejo que eles têm, é uma ignorância absurda – argumentou Drauzio Varella, afirmando que se pode controlar o comportamento, mas não o desejo humano, que ele classifica como “incontrolável”.

O médico também criticou diretamente pastores e líderes religiosos que se opõem à homossexualidade, afirmando que estes não tem o direito de impor sua ideologia sobre toda a sociedade.

- Aqueles que são visceralmente contra, estes pastores de almas que acham que a homossexualidade é um crime, que é um pecado contra a natureza, contra Deus, que coloquem fora da igreja deles as pessoas quem tem esse tipo de comportamento. Mas não podem ter o direito de impor isso contra nós, eles não podem ter o direito de achar que a sociedade inteira tem que ser contra o casamento gay – criticou Varella.

- Eu vou te perguntar uma coisa: que diferença faz pra você, pra sua vida pessoal, se o seu vizinho dorme com outro homem, se a sua vizinha é apaixonada pela colega de escritório? Que diferença faz pra você? – questionou o médico. (Gospel Mais)

Vovós lésbicas de 91 e 90 anos se casam nos EUA

Newlyweds-in-Their-90s-GR11RHEBD.1Mais de sete décadas depois de começar seu relacionamento, as lésbicas Vivian Boyack, de 91 anos, e Alice Dubes, de 90, se casaram numa cerimônia em Davenport, Iowa, nos Estados Unidos. A celebração realizada no sábado contou com a presença de amigos íntimos. (Fonte: O Globo)

COMENTÁRIO:

O pecado jaz à porta, não há limites e nem idade para ele.